AUXÍLIO EDITORAÇÃO - AED

5. Auxílio Editoração - AED

5.1. Finalidade

Apoiar e incentivar a editoração e publicação de periódicos científicos brasileiros, altamente especializados, em todas as áreas do conhecimento.

É considerado prioritário o apoio aos periódicos divulgados por meio eletrônico (em modo de acesso aberto) ou de forma impressa/eletrônica simultaneamente.

As publicações devem ser mantidas e editadas por instituição ou sociedade científica brasileira, sem fins lucrativos, de âmbito nacional e que contribuam para elevar o nível de qualidade, forma e conteúdo dos periódicos, para a divulgação no Brasil e no exterior.

5.2. Requisitos e condições

5.2.1 -  para o proponente:

a)      ser representante de instituição ou sociedade científica brasileira, sem fins lucrativos, de âmbito nacional;e

b)      ter currículo cadastrado na Plataforma Lattes. A atualização das informações do currículo Lattes é de total responsabilidade do proponente.

5.2.2 - para o periódico:

a)      estar indexado na base de dados SciELO e/ou ter classificação mínima no Qualis da CAPES,estabelecida em chamada específica, na área ou subárea do conhecimento da proposta;

b)      possuir abrangência nacional/internacional quanto a autores, corpo editorial e conselho científico, com afiliação institucional em todos os fascículos e adotar política editorial estrita de revisão por pares;

c)      apresentar a missão, política editorial e instruções aos autores;

d)      ter mais de 80% de artigos científicos e/ou técnico-científicos publicados e gerados a partir de pesquisas originais, não divulgadas em outras revistas;

e)      ter circulado de forma regular nos 2 (dois) anos imediatamente anteriores à data da solicitação;

f)        apresentar periodicidade de pelo menos 2 (dois) fascículos ao ano; e

g)      possuir número internacional normatizado para publicações seriadas - ISSN (obtido junto ao Instituto Brasileiro de Informação em C&T-IBICT).

5.3. Duração

O período de aplicação dos recursos é de 12 (doze) meses, a contar da data da assinatura do Termo de Aceitação.

5.4. Itens financiáveis

5.4.1 - São permitidas despesas com:

a)      material de consumo;

b)      correio;

c)      pagamento de pessoal especializado em editoração e tradução, serviços gráficos de arte-final e de impressão; e

d)      serviços para a preparação, geração e manutenção da página que hospeda a publicação eletrônica.

 

5.4.2 - O proponente deverá observar as orientações do Manual de Utilização de Recursos Financeiros e Prestação de Contas.

 

5.5.Envio, análise e julgamento das propostas

5.5.1 -As propostas deverão ser submetidas por meio de formulário eletrônico de propostas, disponível na Plataforma Carlos Chagas, de acordo com o cronograma da chamada específica.

5.5.2 - Será aceita uma única proposta por proponente. Na hipótese de envio de uma segunda proposta pelo mesmo proponente, esta será considerada substituta da anterior e a analisada.

5.5.3 - À Diretoria Executiva do CNPq caberá a decisão final do julgamento, subsidiada por análise da área técnica e recomendações do Comitê Editorial.

Nota: É desejável que o periódico esteja indexado em bases relevantes e reconhecidas pela comunidade científica e tecnológica, tais como ISI Web of Science (Thomson Reuters) ouScopus (Elsevier).

5.6 - Disposições Finais

5.6.1 -Casos omissos ou excepcionais serão deliberados pela Diretoria Executiva do CNPq.