Questões relacionadas ao modelo brasileiro de avaliação de cursos de pós-graduação: o sistema CAPES

11/10/2016

O modelo de avaliação da CAPES

O Sistema de avaliação da CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento do Pessoal do Ensino Superior) tem amplia aplicação no Brasil. Este modelo, criado entre 1976-1977 para registrar a memória da pós-graduação brasileira, atualmente passou a ser empregado para avaliar o desempenho dos cursos de pós-graduação.
 
Embora tenha sido criado para avaliar cursos de pós-graduação, tanto para o credenciamento de um novo curso quanto para o recredenciamento dos já existentes, as instituições de ensino superior vêm utilizando-o de forma crescente, para avaliar indivíduos – ou seja, os pesquisadores de universidades. O uso desse modelo é criticado uma vez que se baseia em critérios aplicáveis às ciências duras (as Hard Sciences). Portanto, o sistema de avaliação da CAPES é, de fato, um marco regulatório que estrutura a vida acadêmica, de forma abrangente.

Leia a matéria na íntegra