Centro de Pesquisa Atopos lança nova linha de pesquisa

14/04/2016 10:00
14/04/2016 18:00

O Centro Internacional de Pesquisa Atopos  realiza o lançamento de sua nova linha de pesquisa Aoristos no  dia 14 de abril, na ECA/USP, durante o I Seminário Aoristos: sentires em rede.

A tecnologia em geral e as especificidades de sua dimensão digital têm provocado transformações incontestes em diferentes esferas de nossa vida sociocultural. Suas implicações no ambiente, na sociedade, no corpo humano e outras formas de vida têm sido objeto de estudo em inúmeros e distintos centros de pesquisa em todo o mundo.

Feitos científicos e práticas sociais sugerem novos modos de experienciar e “sentir” a realidade. Webcams, aplicativos, tecnologias vestíveis e de realidade aumentada são alguns dos dispositivos responsáveis por nos envolver em insólitas experiências estéticas e afetivas. Nossas noções de espaço e tempo parecem se dissolver diante da emergência de uma série de questões inéditas: seria possível, por exemplo, demarcarmos o lugar de ocorrência das videochamadas, dos games on-line ou das incontáveis trocas de fotos e mensagens nas redes sociais? Trata-se do corpo, dos dispositivos, dos cabos, das nuvens, dos satélites ou de nenhum ou todos esses elementos?

O evento contará com a participação de pesquisadores dos campos da comunicação, artes e estética, os quais têm se debruçado sobre a investigação acerca dessas novas expressões e experiências do sentir contemporâneo tendo como importante chave teórica a complexidade da condição habitativa vivenciada nas redes digitais.

Sob a coordenação do professor  Massimo Di Felice, do Departamento de Relações Públicas, Propaganda e Turismo (CRP),   o evento está sendo organizado pelos pesquisadores da linha Aoristos, Eli Borges Júnior (doutorando), Raquel Melo (mestranda) e Danilo Patzdorf (mestrando), atualmente alunos do Programa de Pós-graduação em Ciências da Comunicação (PPGCOM).

 

Sobre a linha Aoristos

A palavra Aoristos (αορίστος) provém do grego antigo e designa um tempo verbal capaz de expressar uma ação sem delimitar a sua duração temporal. Em linhas gerais, pode significar, assim, algo como “sem limite”, “indeterminado”, “indefinido”.

É com esse termo que intitulamos nossa nova linha de pesquisa, fazendo referência à particular condição imersiva das redes digitais: uma vez conectados, talvez o corpo e o sentir não sejam mais um empreendimento apenas humano que parte de si para o exterior, significando-o posteriormente, nem somente a expressão inversa de um agir técnico, mas um fenômeno resultado de interações ecológicas com diferentes elementos que compõem o complexo informativo e não somente tecno-humano. Em última instância, o termo Aoristos expressa tais fenômenos sem limites, indeterminados e sem uma definição temporal precisa.
 

Confira aqui a programação.

Serviço -  I Seminário Aoristos: sentires em rede
Data: 14 de abril
Horário: 10h às 18h
Local:  Auditório Lupe Cotrim, 1º andar, Prédio Central