CMU promove concertos gratuitos de Música Antiga

11/09/2017 09:00
14/09/2017 14:00

Entre os dias 11 e 14 de setembro, a Escola de Comunicações e Artes da USP promove a Semana de Música Antiga – VIII Encontro de Pesquisadores em Poética Musical dos Séculos XVI, XVII e XVIII, que reúne pesquisadores de todo o país sob o tema Palavra e Música. A programação inclui palestras e comunicações, pela manhã, no Espaço das Artes (antigo MAC), e, à tarde, concertos gratuitos e abertos ao público, na Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin. Os concertos serão realizados na sala Villa-Lobos da Biblioteca Brasiliana da USP, sempre às 12h.

A abertura do evento, dia 11, está a cargo do Conjunto de Música Antiga da USP, sob a regência do maestro William Coelho e direção artística de Mônica Lucas, docente do Departamento de Música (CMU). O programa inclui a mais importante obra de Mozart, Requiem K. 626, obra inacabada de grande dramaticidade. Será a primeira vez que a peça é montada com instrumentos históricos no Estado de São Paulo.

Segundo a professora Monica Lucas, a montagem só se tornou possível por conta da aquisição de instrumentos realizada recentemente pelo Departamento e que inclui instrumentos raros no país como o basset-horn, tipo de clarinete inventado no século XVIII, e o sacabuxas, instrumento de sopro similar, em aparência, ao trombone de vara moderno, entre outros. Para esta apresentação, o Conjunto de Música Antiga será composto pelos músicos Rosemeire Moreira (soprano), Marcela Rahal, (contralto), Jabez Lima (tenor) e Fernando Coutinho (baixo).

No dia 12, terça-feira, a Orquestra Arte Barroca apresenta obras do Classicismo, em um repertório musical do final do século XVIII com peças de Bach, Mozart e Haydn, também com instrumentos históricos. O grupo, sob a direção do violinista Paulo Henes, estará sob a regência do maestro André Cortesi. Na quarta-feira, o ensemble Abendmusik, dirigido pelo cravista Pedro Diniz, especializado em música da Renascença, contará com dois convidados: o cornettista argentino Gustavo Gargiulo e a violinista Joelle Perdaens.

Os músicos argentinos Joelle Perdaens e Gustavo Gargiulo são convidados da Semana de Música Antiga. Foto: Divulgação.

É o primeiro recital de Gustavo Gargiulo como solista no Brasil, um dos mais importantes cornettistas da atualidade. O corneto é um instrumento hoje raro que caiu em desuso por sua grande dificuldade técnica, porém, durante o século XVI,  chegou a rivalizar com o violino. Já a violinista belga Joelle Perdaens, radicada na Argentina, é uma das mais importantes violinistas barrocas daquele país. O programa será dedicado à música da Reforma Luterana.

Na quinta-feira, dia 14, encerra a programação de concertos o grupo argentino Ensemble Musica Poetica, um dos mais importantes grupos de música barroca em atividade na Argentina. O programa, intitulado Método para Pintar as Paixões com Sons, conta com repertório inteiramente dedicado à refinada música barroca francesa. O Ensemble Musica Poetica é formado pelo flautista Gabriel Pérsico, à flauta barroca, a violinista Joelle Perdaens ao violino barroco e a cravista brasileira radicada na argentina Maria de Lourdes Cútolo.

 

Serviço:
Semana de Música Antiga da USP VIII Encontro de Pesquisadores em Poética Musical dos Séculos XVI, XVII e XVIII
Data: 11 a 14 de setembro

Palestras e Comunicações
Horário: 9h
Local: Espaço das Artes (antigo MAC)
Endereço: Rua da Praça do Relógio, 160, Cidade Universitária

Concertos
Horário: 12h
Local: Sala Villa-Lobos – Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin
Endereço: Rua da Biblioteca, s/n
aberto ao público. Entrada gratuita