Feminismo, ditadura militar e democracia: temas do Diversidade

14/05/2016 14:00

A professora e escritora Maria Amélia de Almeida Teles, mais conhecida como Amelinha Teles, que tem sido protagonista do processo de democratização do Brasil é a entrevistada desta semana no programa Diversidade em Ciência.   De dezembro de 1972 a 1973, Amelinha foi submetida a torturas por Carlos Alberto Brilhante Ustra, então chefe do DOI-CODI do II Exército, um dos órgãos atuantes na repressão política, durante o período da ditadura militar no Brasil, em São Paulo.

Em 2005, a família Teles moveu uma ação declaratória contra Ustra, que em 2008 foi o primeiro agente da ditadura a ser declarado torturador.

Recentemente, o deputado federal Jair Bolsonaro homenageou Ustra durante a votação do impeachment na Câmara dos Deputados Federais, provocando forte reação aos que prezam o Estado democrático e os direitos civis.

Amelinha Teles é autora do livro Da guerrilha à imprensa feminista: a construção do feminismo pós-luta armada no Brasil (1975 a 1980), lançado em coautoria com Rosalina Santa Cruz Leite, pela Editora Intermeio e Breve história do feminismo (Editora Brasiliense). O seu artigo “Violações dos direitos humanos das mulheres na ditadura”, publicado na Revista Estudos Feministas, da UFSC, relata a violência contra mulheres por agentes da ditadura.

Ela também é sócio-fundadora e diretora da União de Mulheres de São Paulo; coordenadora do Projeto Promotoras Legais Populares; integra a Comissão de Familiares de Mortos e Desaparecidos Políticos; é assessora da Comissão Municipal da Memória e da Verdade e foi assessora da Comissão da Verdade do Estado de São Paulo “Rubens Paiva”.

O Diversidade em Ciência é um programa de divulgação científica, voltado para as ciências da diversidade e direitos humanos e vai ao ar toda segunda-feira, às 13 horas, com reapresentação aos sábados, às 14 horas, com direção e apresentação do professor Ricardo Alexino Ferreira, do Departamento de Comunicações e Artes (CCA),  e operação de áudio de João Carlos Megale.

 

Rádio USP-FM   pode ser sintonizada em 93,7 MHz/SP.

 


Foto: João Carlos Megale

 

Serviço:    Diversidade em Ciência com Amelinha Teles

Data: 14 de maio
Horário: 14h 
Local: Rádio USP