Seminário aprofunda discussões das práticas em Educomunicação no país e na Europa

Entre os dias 29 e 31 de agosto, a Escola de Comunicações e Artes da USP realizou o seminário avançado Educomunicação na Práxis Social: Perspectivas epistemológicas em debate, na Europa e no Brasil, promovido pelo programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação (PPGCOM) e pelo Departamento de Comunicações e Artes (CCA), com coordenação dos professores Ismar de Oliveira Soares e Claudemir Viana, ambos do CCA.

Com cerca de 130 inscritos de diversas regiões do Brasil, o objetivo do evento foi aprofundar a importância da relação entre comunicação/educação e discutir as pesquisas e práticas que vêm sendo desenvolvidas no país e no exterior. As atividades, ao longo dos três dias, ocorreram nos períodos matutino e vespertino, com três mesas-redondas com especialistas na parte da manhã e 12 debates temáticos à tarde. 

O seminário contou com a participação de professores da Escola e também do professor visitante José Ignacio Aguaded Gómez, da Universidade de Huelva, na Espanha, e diretor da revista Comunicar, a mais importante publicação no continente europeu sobre Comunicação e Educação. 

                     

            (da esq. p/ dir.) Professores Ismar de Oliveira Soares, Maria Cristina Palma Mungioli e José Ignacio Aguaded Gómez 

O professor Ismar de Oliveira Soares reiterou, na abertura do evento, que o seminário é um importante passo para dar início a um diálogo internacional a respeito dos temas da educação midiática e da educomunicação, e que a presença do professor José Ignácio representa, justamente, uma ponte com  pesquisadores e gestores de projetos que são referências na área de educomunicação, no exterior.

Já o professor Aguaded afirmou que a ideia do seminário é muito interessante, porque é uma forma de estudar conjuntamente os grandes problemas que surgem no campo da Educomunicação, que são muitos, principalmente por estarmos enfrentando uma nova realidade: a do surgimento de canais de comunicação cada vez mais rápidos e eficientes. Segundo ele, esses recursos têm modificado as relações interpessoais e é importante que seus efeitos sejam estudados, para que possam ser definidas as melhores maneiras de integrá-los ao campo da Educação, que é uma preocupação mundial.

As atividades do evento também incluíram a apresentação de três novos livros: "Questões teóricas e formação profissional em Comunicação e Educação", da professora Eliana Nagamini; "Educomunicação: Formação pastoral na cultura digital", de Helena Corazza; e "Gestão da Educação a Distância: Comunicação, Desafios e Estratégias", de Fernando Almeida Santos e Felipe Chibás Ortiz, que conta com dois capítulos do professor Ignacio Aguaded e prefácio da professora Margarida Maria Krohling Kunsch. 

Foram anunciados, ainda, novos convênios entre o CCA e a Universidad de Huelva, na Espanha; a Universidad de Cuyo, na Argentina; e o Canal Futura.

 

Texto e foto: Mariana Rosa