Redes Sociais, Comunicação Cientifica e Ontologias

Projeto 2011-2012 - Redes Sociais, Comunicação Cientifica e Ontologias

Responsável: Prof. Dr. Marcos Mucheroni

A proposta de projeto passa pela aplicação empírica, em diversas organizações, do método de Analise de Redes Sociais de Informação em Processos Organizacionais, proposto de forma conceitual e genérica em diversos trabalhos de CI], com o objetivo de identificar, caracterizar, estudar e visualizar a estrutura e os fluxos de informação existentes nessas organizações.
A Análise de Redes Sociais é, enquanto área do conhecimento, composta por um conjunto de métodos e técnicas cujo objetivo é a análise das relações entre atores sociais que compõe uma Rede Social (RS).
Numa Rede Social de Informação (RSI), as relações são os fluxos de informação e os atores sociais são os elementos da rede, que podem ser pessoas, documentos, sistemas ou agrupamentos (organizações, eventos e grupos). Estes elementos (atores sociais) trocam entre si informação (relações) através de canais como telefone, email, web, contato direto, etc.
Os atores sociais de uma RSI são, portanto, os elementos capazes de criar, coletar, organizar, interpretar, armazenar, recuperar, transformar, usar e apropriar-se de informação.
 “A proposta da ARSI-PO busca identificar as várias relações entre os elementos que compõem as RSIs da organização, não se restringindo às relações formais, nem tampouco às pessoas”.
O Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI), em uma dentre outras enfases refere-se a Informação como “propõe a observação das ações necessárias [...] para que a informação possa ser preservada e circular socialmente (coleta, seleção, organização, acesso), bem como a análise dos contextos culturais dentro dos quais estes processos se realizam e adquirem seu sentido social” assim tanto Redes Sociais como tambem as areas de Ontologias e Comunicação Cientifica, embora estas duas ultimas não tenham no momento projetos de mestrado em andamento.