“Diversidade em Ciência” discute algoritmos, inteligência artificial e construções de identidade em redes sociais

13/04/2019 14:00
13/04/2019 15:00

No  próximo Diversidade em Ciência, Ricardo Alexino Ferreira entrevista a jornalista e professora Daniela Osvald Ramos, do Departamento de Comunicações e Artes. Durante a entrevista ela irá falar sobre algoritmos, bolhas sociais e as construções de identidades nas redes sociais pelos sistemas operacionais. A entrevista irá ao ar no sábado, dia 13, às 14h, na  Rádio USP.

Algoritmo é uma sequência de procedimentos (input e output) que permite agregar e cruzar informações nas redes sociais por interesses dirigidos aos indivíduos, provocando aquilo que tem sido chamado de “bolha”. Para Daniela Osvald, “esse fenômeno traz complexidades nos comportamentos sociais, envolvendo abordagens éticas que perpassam, por exemplo, o racismo, em que um anunciante pode criar publicações excluindo o negro ou indivíduos de outros segmentos das diversidades daquela informação”, afirma.


Daniela Oswald  fala sobre algoritmos, bolhas sociais, entre outros temas no próximo Diversidade em Ciência. Foto: Arquivo pessoal

Daniela também é autora dos livros A expansão do jornalismo para o ambiente numérico (Editora Appris) e Jornalismo para dispositivos móveis: produção, distribuição e consumo (Editora Labcom). Além disso, o tema de sua tese de doutorado foi Formato: condição para a escrita do jornalismo digital de bases de dados: uma contribuição da Semiótica da Cultura e o da sua dissertação de mestrado Astrologia on-line: um estudo da mediação tecnológica, as duas pesquisas defendidas na ECA.

Gravado nos estúdios do Departamento de Comunicações e Artes (CCA), Diversidade em Ciência é um programa de divulgação científica, voltado para as ciências da diversidade e os direitos humanos e vai ao ar toda segunda-feira, às 13h, sendo reapresentado às terças-feiras, às duas horas da manhã e aos sábados, às 14h, com direção e apresentação do jornalista, professor do Departamento de Jornalismo e Editoração (CJE) e membro da Comissão de Direitos Humanos da Reitoria da USP, Ricardo Alexino Ferreira, com operação de áudio de João Carlos Megale.

A Rádio USP-FM pode ser sintonizada em 93,7 MHz/SP.