Max Uriarte e Fabio Presgrave apresentam-se na Fundação Maria Luisa e Oscar Americano

11/06/2017 11:30
11/06/2017 12:30

Dando continuidade à série Concertos 2017, a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano promove uma apresentação com o pianista Max Uriarte e o violoncelista Fábio Presgrave em 11 de junho, a partir das 11h30.

Com curadoria de Eduardo Monteiro, professor do CMU, um dos destaques do programa é a primeira audição em São Paulo da obra Seis variações em ré menor sobre um tema de Kozeluch - Fantasia Concertante em Ré Menor, do austríaco Sigismund von Neukomm, composta em 1817 para Leopoldina, Imperatriz do Brasil. Também compõem o repertório as composições Sonata em fá maior, Op. 17, de Ludwig van Beethoven, Concert polonaise, Op. 14, de David Popper, Requiebros, de Gaspar Cassadó e a Suite Popular Espanhola, de Manuel de Falla (El Paño Moruno, Nana, Canción, Jota, Asturiana e Polo).

O concerto terá duração de uma hora e a capacidade do teatro é de 107 pessoas. Os ingressos custarão 50 reais.

Músicos

Max Uriarte é graduado em piano pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, além de ter se aperfeiçoado na área pela Hochschüle für Musik, de Viena e no Konservatorium und Musikhochshüle, de Zurique, pelo qual concluiu a pós-graduação, em 1994. No Brasil, têm atuado como solista de grandes orquestras do país, como a Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP) e a Sinfônica do Recife.

Já o violoncelista Fábio Presgrave é graduado e mestre pela Julliard School de Londres. Atua como solista de orquestras como a Qatar Philarmonic, a Filarmonica de Rosário, na Argentina, e as Sinfônicas de Minas Gerais, Bahia e Porto Alegre. Nos anos de 2015 e 2016, aproximou-se da docência como professor convidado da Universidade de Munster, na Alemanha, além de ter lecionado masterclasses na Academia Sibelius, na Finlândia, na Universidade de Artes de Berlim e no Conservatório de Oviedo, na Espanha.