Body:

Serão eleitos representantes discentes de pós-graduação e graduação, além de representaes dos ex-alunos e dos funcionários técnico-administrativos 

 

Haverá eleição dos representantes discentes de pós-graduação junto à Congregação, Comissão de Pós-Graduação, Comissão Coordenadora de Programa dos Programas de Artes Visuais (PPGAV), de Ciência da Informação (PPGCI), de Ciências da Comunicação (PPGCOM) e de Música (PPGMUS) e também da Comissão de Biblioteca e de Pesquisa. 

Além disso, também serão eleitos representantes discentes de graduação junto à Congregação, às Comissões de Graduação, de Cultura e Extensão Universitária, aos Conselhos Departamentais do CAC, CCA, CTR e às Comissões de Coordenação de Curso (CoC) de Artes Cênicas, de Licenciatura em Artes, de Relações Públicas e Publicidade e Propaganda, de Turismo, de Música e Superior do Audiovisual.

Com mandato de 21 de dezembro de 2019 a 20 de dezembro de 2020, haverá ainda a eleição de representante dos ex-alunos junto à Congregação. Com o mesmo tempo de mandato, haverá também eleição dos representantes dos servidores técnico-administrativos.

As inscrições de candidatos podem ser feitas até às 17h do dia 12 de novembro, na sala 129 da Assistência Acadêmica, no prédio central da ECA. Os interessados devem entregar requerimento assinado e dirigido ao diretor, prof. Eduardo Monteiro. 

As votações serão realizadas por meio eletrônico no dia 28 de novembro, das 10h às 18h. Um e-mail será enviado na véspera aos eleitores cadastrados. Para aqueles que não receberem o e-mail do sistema de votação ou tiverem problemas para acessar a internet,  uma urna convencional estará disponível na sala 130 da Assistência Acadêmica (130) no mesmo dia e horário da votação eletrônica. 

As portarias que regulam as eleições podem ser consultadas através deste link

Body:

A criatividade e a loucura têm algo em comum? Há alguma relação entre a arte moderna e a psiquiatria? São esses os temas a serem discutidos no novo curso de curta duração promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais (PPGAV): “Criatividade comum: a história da arte moderna e da psiquiatria”.

Em parceria com o Programa Institucional de Internacionalização (Print) da Capes, o curso será ministrado pela professora Kaira Marie Cabañas, da Universidade da Flórida. O enfoque é discutir aspectos da História da Psiquiatria e a produção de arte por pacientes psiquiátricos, focando no Brasil e na França.

O curso também discutirá como a abordagem da loucura e a chamada “arte dos loucos” tensionaram o modernismo em vários momentos ao longo do século 20. As duas semanas de aulas serão divididas entre teoria e visitas a exposições de arte globais contemporâneas. Entre os museus a serem visitados, estão o MASP e o Museu Osório Cesar. 

As aulas serão dos dias 18 a 29 de novembro, de segunda à sexta, das 9h às 12h. Acontecerão no auditório Paulo Emílio, no 2º andar do prédio central da ECA. 

A programação de aulas pode ser vista aqui. Eventuais dúvidas podem ser enviadas para o e-mail do PPGAV: ppg.av@usp.br. 

O curso será ministrado pela professora Kaira Marie Cabañas, da Universidade da Flórida. Foto: College of Arts/Divulgação

 

Body:

Beatrice Bonami foi selecionada para promover o programa GAPMIL/UNESCO nos países da América Latina e Caribe

 

No dia 5 de novembro, o Programa Global de Alianças em Literacias de Mídia e Informação da UNESCO (GAPMIL-UNESCO) divulgou os nomes dos doze embaixadores selecionados para representar seus planos de ação para a juventude nos quatro cantos do mundo. Entre 600 candidaturas, a estudante de doutorado da ECA, Beatrice Bonami, foi nomeada Youth Ambassador dos países da América Latina e Caribe até o ano de 2021.

A estudante, que é mestra em Ciências da Comunicação também pela ECA, foi selecionada juntamente com Jerome Roodsam, do Haiti, para representar e promover o GAPMIL, que possui diversos objetivos, entre eles o de promover a educação para o século XXI, capacitar jovens para a prática e a conscientização das Literacias de Mídia e Informação (MIL), formar uma rede latino-americana de práticas relacionadas à MIL e desenvolver eventos que se dediquem à discussão e fortalecimento dessas propostas. 

Lançado durante o Fórum Global de Parcerias em MIL, realizado em 2013 na cidade de Abuja, na Nigéria, o GAPMIL  também se dedica a articular parcerias concretas para impulsionar o desenvolvimento e o impacto das MIL globalmente, além de permitir que a comunidade MIL fale em uma só voz sobre certos assuntos críticos, particularmente no que se refere à políticas, educação e novas tendências tecnológicas. Outra meta importante é aprofundar a MIL como conceito composto, fornecendo uma plataforma comum para redes e associações relacionadas globalmente e para o desenvolvimento de projetos relacionados à temática. 

Beatrice Bonami foi selecionada junto a Jerome Roodsam, estudante do Haiti. Foto: arquivo pessoal

Orientanda da professora Brasilina Passarelli, do Departamento de Informação e Cultura, Beatrice é pesquisadora associada do NACE Escola do Futuro e atualmente executa a dupla titulação de seu doutorado no Institute of Education da University College London (IOE/Knowledge Lab – UCL) a instituição número 1 em estudos de educação no mundo segundo o ranking QS World Universities.

Já Roodsam é mestre em Saúde Pública pela Université d’Haiti e trabalha com conscientização do acesso às informações de saúde e popularização das tecnologias de informação e comunicação.

O plano de ação do GAPMIL para a América Latina e o Caribe deve ser divulgado em janeiro de 2020 pela UNESCO.

 

Body:

Com longa carreira no jornalismo literário, professor Edvaldo Pereira Lima é premiado pela Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo

 

“A reportagem é o principal instrumento que o jornalismo tem para prestar um serviço à sociedade”. Isso é o que diz o professor aposentado do Departamento de Jornalismo e Editoração (CJE), Edvaldo Pereira Lima

Docente na ECA até 2006, traçou uma longa carreira no jornalismo literário. Um de seus trabalhos mais conhecidos é o livro Páginas Ampliadas - O Livro-reportagem Como Extensão do Jornalismo e da Literatura. Sua meta sempre foi introduzir de forma mais incisiva o jornalismo literário no mundo acadêmico. Edvaldo estuda esse tipo de jornalismo desde que ingressou no mestrado. 

Muito de seu interesse pelo tema se deve à influência do New Journalism americano. Durante a adolescência, Edvaldo morou nos Estados Unidos, país onde Gay Talese e Truman Capote revolucionaram a imprensa com suas reportagens de fôlego e narrativas surpreendentes.

No Brasil, o jornalismo literário também teve seu período de auge. Um exemplo, parte dos objetos de estudos do pesquisador, foi a revista Realidade, “o caso mais significativo de produção regular de jornalismo literário em publicação impressa brasileira”. 

No entanto, ao longo do tempo, segundo o professor, o jornalismo foi abandonando as técnicas e métodos desse tipo de produção, tornando-se mais direto e objetivo. As narrativas humanizadas e a longa apuração foram deixadas de lado. “Um tiro no pé”, classifica Edvaldo. 

Em seu doutorado, que originou o livro Páginas Ampliadas, o docente procurou fazer uma ligação entre a universidade e a imprensa, de forma que os estudos sobre jornalismo literário pudessem contribuir para o mercado e não ficassem restritos ao mundo acadêmico. 

O plano inicial de estudar apenas a revista Realidade não passaria de “um registro histórico”. Assim, através do estudo do livro-reportagem, Edvaldo conseguiu incluir diversos temas da área e oferecer uma teoria mais completa sobre aquilo que ele denomina jornalismo literário avançado. 

Ao contrário do que pensa o senso comum, esse tipo de jornalismo não está restrito a longas reportagens e ao meio impresso. Veículos americanos, influenciados pela forte tradição do New Journalism, hoje exploram esse estilo, fazendo uso de recursos digitais para enriquecer ainda mais a narrativa. Um exemplo é a The Atavist Magazine

As possibilidades que o jornalismo literário oferece para a comunicação de qualidade são muito relevantes em um contexto no qual há cada vez mais desinformação e manipulação. Narrativas envolventes e bem apuradas são essenciais para a renovação da imprensa, que enfrenta um período de transição. 

Para Edvaldo, “se o jornalismo continuar preso apenas ao exercício da função opinativa e informativa, ele vai ficar cada vez menos importante para a sociedade.” 

 

Professor Edvaldo Pereira Lima durante a cerimônia de premiação da Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor), realizada no dia 6 de novembro na Universidade Federal de Goiás (UFG). Foto: Ana Luiza Tanno

 

Reconhecimento

Neste ano, o professor ganhou o prêmio Adelmo Genro Filho, da Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor), na categoria sênior. Outras duas professoras do CJE também já foram premiadas pela entidade: Dulcília Schroeder Buitoni e Cremilda de Araújo Medina

Body:

Ao longo da história, muitas pessoas negras passaram despercebidas, apesar de seu talento e inteligência. O racismo é capaz de silenciar vozes e desprezar conhecimentos. 

Com tantos talentos que foram e ainda são continuamente apagados, a Comissão de Direitos Humanos da ECA (CDH) sente-se comprometida a dar visibilidade a iniciativas que tenham como centro questões afro e orbitem em torno de sua história, cultura e debates sociais. 

A semana de Consciência Negra na ECA começa no mês de novembro, marcando o início de um ciclo de atividades previsto até junho de 2020. Alunos, professores, coletivos e funcionários interessados em propor algum tipo de ação podem se inscrever por meio deste formulário. 

Propostas artísticas, didáticas, acadêmicas e culturais no âmbito da Educação, Comunicação e Artes serão avaliadas pela CDH e incluídas no calendário de atividades. As inscrições para expositores serão aceitas até o dia 15 de novembro. 

Para saber mais, veja a chamada na íntegra e acompanhe a página da CDH no Facebook.