Body:

Em meio aos recentes cortes na educação, o cenário para os pesquisadores não é tão favorável. Ao mesmo tempo, procura-se cada vez mais divulgar o que é feito na universidade pública para mostrar o impacto das pesquisas para a sociedade e, consequentemente, os malefícios que os cortes trazem. 

Foi pensando nisso que os alunos do curso de Audiovisual do Departamento de Cinema, Rádio e Televisão (CTR) resolveram realizar um programa televisivo sobre as pesquisas da USP. O objetivo é chamar estudantes que desenvolvam algum projeto, independente da área, para que possam falar sobre a situação do pesquisador no Brasil e também comentar sobre seus estudos. 

O programa terá em torno de 30 minutos e será produzido no âmbito da disciplina Direção III, ministrada pelos professores Almir Almas e  Luís Fernando Angerami Ramos. Ele também será transmitido ao vivo pela IPTV.

Os interessados em participar devem ter disponibilidade no dia 25 de setembro, data da gravação, e enviar seus dados (nome, telefone e informações sobre a pesquisa que desenvolve/ desenvolveu) para o e-mail pesquisaTV2019@gmail.com .

Foto: Mariana Chama

Body:

Dos dias 9 a 13 de setembro, acontece em Buenos Aires o 14º Congresso Mundial de Semiótica. Pós-graduandos da ECA e os docentes do Departamento de Relações Públicas, Propaganda e Televisão (CRP), Clotilde Perez, Eneus Trindade e Silvio Sato, marcaram presença no evento, com apresentação de trabalhos. 

O tema desta edição do congresso foi Trajetórias, palavra que ilustra “a condição inevitável de deslocamento e reinício que configura constantemente a tarefa de pesquisa semiótica”.

Ao todo, foram 20 trabalhos apresentados nas mesas de Retórica Publicitária e Cuerpos Cotidianos, com pós-graduandos, doutores formados e pós-docs do Programa de Pós-graduação em Ciências da Comunicação (PPGCOM). 

Mais informações sobre a programação e os trabalhos apresentados podem ser vistas no site oficial do congresso.


Pesquisadores da ECA durante o 14º Congresso Mundial de Semiótica, na Argentina. Foto: Arquivo pessoal/ Clotilde Perez

Body:

O Centro de Estudos Latino-americanos sobre Cultura e Comunicação (CELACC) está com inscrições abertas para o curso de extensão universitária Produção Midiática na era do Big Data, ministrado pelo professor Vinicius Romanini, do Departamento de Comunicações e Artes (CCA). O curso tem início em outubro, mas o CELACC já promoverá um webinar sobre o tema no dia 23 de setembro, às 19h.

Voltado para produtores culturais, empreendedores criativos e estudantes de pós-graduação, o curso tem o objetivo de apresentar os conceitos fundamentais para entender e trabalhar com os desafios trazidos pelo big data no campo da cultura. O programa é dividido em aulas de exposição e discussão de conceitos e oficinas de produtos culturais. Como objetivos, o curso procura apresentar um histórico conceitual da produção midiática contemporânea; compreender as questões levantadas pelo uso de big data nos campos da cultura, das artes e da política; e apresentar perspectivas de pesquisas na área da produção cultural.

Serviço:
Curso Produção Mídiática na era do Big Data
Data: 7 de outubro a 9 de dezembro
Horário: segundas-feiras, das 19h30 às 22h30
Local: Auditório Paulo Emílio, 2º andar - Prédio Central (Prédio 1)
Inscrições no site do CELACC, no valor de 500 reais

Body:

O Comitê Científico do Seminário Hispano-Brasileiro de Pesquisa em Informação, Documentação e Sociedade convida os interessados em enviar propostas de trabalhos para a edição 2019 do evento, que ocorrerá no Centro de Difusão Internacional da USP de 11 a 14 de novembro.

As propostas serão recebidas na forma de resumos até 30 de setembro e devem ser enviadas exclusivamente pela plataforma de registro do evento, redigidas em português ou espanhol e vinculadas a uma das sete linhas temáticas: Competência em Informação, Literacias e Transliteracias; Memória e Preservação Digital; Gestão da Informação, Comunicação e Organização do Conhecimento; Inovação, Tecnologia e Docência; Políticas de Informação e Agenda 2030; Informação e Sociedade e, por fim, Humanidades Digitais.

Aprovado o resumo, o texto final do trabalho deverá ser enviado até o dia 15 de dezembro, com a incorporação das contribuições e sugestões da discussão promovida durante o seminário, para constar nos Anais e ser publicado em edições especiais. O artigo deve seguir as instruções fornecidas para os autores e ser apresentado conforme modelo próprio (template).


Centro de Difusão Internacional da USP é sede da 8ª edição do Seminário Hispano-Brasileiro de Pesquisa em Informação, Documentação e Sociedade. Foto: Onze Arquitetura

O objetivo principal do seminário é promover o intercâmbio acadêmico, científico e cultural entre as comunidades brasileira e hispana. Além de viabilizar a integração com instituições brasileiras e espanholas e de vários outros países, o evento se insere como a principal ação do convênio entre a ECA USP e a Universidade de Brasília (Faculdade de Ciência da Informação) e a Universidade Complutense de Madrid (Facultad de Ciencias de la Documentación y Departamento de Biblioteconomía y Documentación).

Em formato itinerante, o evento anual tem sede alternada entre Brasil e Espanha, em diferentes cidades e instituições. Em 2019, é coordenado pela ECA e pela Escola do Futuro, que passam a integrar o grupo de Universidades Anfitriãs junto as Universidades de Murcia, a Faculdade de Filosofia e Ciências da UNESP e a Universidade Tiradentes, de Sergipe.

A comissão organizadora local é formada pela professora Brasilina Passarelli, coordenadora científica do NACE Escola do Futuro e integrante da coordenação geral do evento, e pelos professores Francisco Paletta, Pedro Luis Côrtes e Eugênio Bucci, todos do Departamento de Informação e Cultura (CBD).

Clique aqui para mais informações.

 

 

Body:

Desde suas origens, no ano 2000, quando vinculado aos estudos do Arquivo Miroel Silveira, o Observatório de Comunicação, Liberdade de Expressão e Censura (OBCOM) da ECA tem investigado a censura e defendido a liberdade de expressão como apoio ao desenvolvimento das artes e da cultura. 

Quase 20 anos depois, surge o projeto Prosa sem Censura, coordenado pela professora Maria Cristina Castilho Costa, do Departamento de Comunicações e Artes (CCA). O canal tem o objetivo de estabelecer um diálogo sobre as questões que envolvem diferentes formas de interdição à liberdade de expressão, bem como divulgar os resultados das pesquisas realizadas pelo OBCOM, contribuindo para uma sociedade democrática, diversificada e plural.


Da esquerda para a direita: Jacqueline Pithan e a profª. Maria Cristina Castilho Costa entrevistam o prof. Adilson Citelli. Cada edição do Prosa Sem Censura trará um convidado diferente. Foto: Reprodução/OBCOM. 

“Nós resolvemos abrir esse canal e criar o Prosa sem Censura, que visa trabalhar com questões atuais que envolvem a liberdade de expressão e a censura. Seja por fake news, sejam atos de proibição, sejam exposições interditadas, sejam jornalistas que estão sendo processados por difamarem determinadas pessoas da sociedade, como políticos. Vamos tratar desses temas com vocês, do nosso cotidiano, daquilo que chega até vocês e também daquilo que não chega”, afirma Maria Cristina.

A cada quinzena o programa terá um novo entrevistado e abordará diferentes aspectos relativos à liberdade de expressão. A entrevista da quinzena é com o pesquisador Walter de Sousa Junior, doutor e mestre em ciências da comunicação pela ECA, sobre censura no circo. Ele é autor dos livros Moda Inviolada - Uma história da música caipira, Mixórdia no picadeiro - Circo-teatro em São Paulo e Piolin, o corpo e a alma do circo

Clique aqui e assista na íntegra.