Eleita nova chefia do Departamento de Comunicações e Artes

Cláudia Lago e Maria Cristina Mungioli serão chefe e vice-chefe, respectivamente; mandato tem duração de dois anos 

 

Em votação eletrônica realizada no dia 11 de setembro, as professoras Cláudia Lago e Maria Cristina Palma Mungioli foram eleitas chefe e vice-chefe do Departamento de Comunicações e Artes (CCA). O mandato tem início no dia 16 de setembro e vai até 2022. 

Formada em Jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero, Cláudia Lago desenvolveu na ECA seu doutorado em Ciências da Comunicação. Embora tenha se tornado docente da Escola em 2015, já atuava desde 2001 como pesquisadora e colaboradora do Núcleo de Comunicação e Educação (NCE). Lago é professora no curso de Educomunicação e no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação (PPGCOM), além de coordenar o grupo de pesquisa Alteridades, Subjetividades, Estudos de Gênero e Performances nas Comunicações e Artes (AlterGen). Seu trabalho como pesquisadora de Comunicação e suas ações de pesquisa e extensão em Educomunicação têm como foco a construção da Alteridade, com foco nos estudos de gênero em narrativas não-ficcionais. É presidente da Comissão de Direitos Humanos da ECA. 

Maria Cristina Palma Mungioli é professora da ECA desde 2008, onde ministra disciplinas em cursos de graduação (Educomunicação e Relações Públicas) e no PPGCOM. Graduada em Letras e Pedagogia, é doutora em Ciências da Comunicação pela ECA e realizou seu pós-doutorado Université Sorbonne Nouvelle (Paris 3). Estuda, entre outros temas, teledramaturgia e narrativa transmídia, trabalhando principalmente com telenovelas, minisséries e séries. Mungioli também desenvolve pesquisas relacionadas a linguagem, cognição, cultura e educomunicação. É editora adjunta da revista da Associação LatinoAmericana de Investigadores em Comunicação (Alaic). 

 

Professoras Cláudia Lago e Maria Cristina MungioliProfessoras Cláudia Lago e Maria Cristina Mungioli, eleitas chefe e vice-chefe do Departamento de Comunicações e Artes (CCA). Fotos: Reprodução/Youtube