II Encontro Internacional Cultura, Comunicação, Marketing e Comunidade apresentou trabalhos e danças na ECA


Mesa de abertura do II Encontro Internacional Cultura, Comunicação, Marketing e Comunidade

O Centro de Estudos de Avaliação e Mensuração em Comunicação e Marketing (CEACOM) da ECA promoveu, no dia 6 de novembro, o II Encontro Internacional Cultura, Comunicação, Marketing e Comunidade, coordenado pelos professores Mitsuru Yanaze e Felipe Chibás, do Departamento de Relações Públicas, Propaganda e Turismo.  O encontro contou com a participação de  autores e pesquisadores de Brasil, Cuba, Espanha, Peru, Portugal e Índia, que discutiram temas  relevantes sobre cultura e comunicação.

Para a professora Margarida Maria Kroling Kunsch, diretora da ECA, o evento foi muito relevante para a ECA  porque permitiu   um intercâmbio  e  oportunidades de novos temas a serem trabalhados.  Em particular  o tema desse evento  que veio "desmistificar as visões equivocadas que se tem do nosso campus, no caso do Marketing,  que muitos só veem pelo lado comercial, de negócios  e o encontro procurou mostrar  uma temática com  uma dimensão social,   mostrando as opções  de políticas culturais, públicas e gratuitas com acesso a todos" .

O professor Victor Aquino, chefe do Departamento de Relações Públicas, Propaganda e Turismo (CRP),  destacou a oportunidade do evento mostrar os “produtos culturais de primeira qualidade”   dos  países  da América Latina  e África.

O professor Mitsuru Yanaze, do CRP, relembrou que o primeiro encontro ocorreu em  Cuba, Havana, e falou também sobre como Cuba aproveita a riqueza de seus produtos culturais.  Falou sobre Cultura e como a Cultura permeia tudo. “Nós estamos na era do conhecimento, da informação, das tecnologias...mas nós devemos decretar a era da sabedoria,  para sabermos usar melhor o tempo, nossos recursos, para sermos pessoas melhores. Não adianta ser um profissional melhor,  um grande professor,  se não nos tornarmos uma pessoa melhor, se não conseguirmos melhorar nossa condição de vida, nosso entorno, fazermos a diferença num contexto social.  E a cultura é o ponto que poderia ser esse encontro de pessoas, onde pudéssemos colocar a nossa criatividade, nosso tempo e nossos recursos. Então esse evento vem ao encontro desse objetivo, sermos produtores e consumidores de boa cultura".

Gerardo Borroto Carmona, professor titular de Centro de Referência para  La Educación de Avanzada, do Instituto Superior Politécnico  José Antonio Echeverría (CUJAE), fez uma   exposição abordando temas como cultura, comunidade, criatividade, trabalho voluntário, entre outros.

Durante a tarde, vários grupos apresentaram os trabalhos em comissões. Um deles analisou as estratégias de comunicação de três grandes empresas: Itaú, Cacau Show e Boticário. Entre os quesitos de destaque, a originalidade foi apontada como fator determinante do sucesso. O Itaú, por exemplo, chegou a ganhar 10 mil curtidas a mais do que o normal em seus posts quando homenageou o ator de Star Wars, Chistopher Lee, no dia de sua morte.

A Boticário foi destacada por conta de um aplicativo em que abria um canal de contato com o cliente, enquanto a Cacau Show apostou em um aplicativo no qual crianças pintavam coelhinhos e mandavam para os pais via e-mail. Praticamente todos os trabalhos abordaram estratégias comunicacionais e culturais de empresas.

A Professor Gerardo  Borroto durante sua exposiçãao

Entre as atividades artísticas que marcaram o encerramento, destacaram-se o desfile de moda afro-brasileira, sobre a responsabilidade da professora Mércia López, o Ballet “Latin Lover”,  (inspirado em poema de mesmo título e de autoria do professor Felipe Chibás -CRP)  sobre a responsabilidade de Mercedes Beltran, e uma apresentação artística de salsa da Dupla Alexei e Emília Pedra. A plateia empolgou-se e acompanhou com animação.

Fotos: Eduardo Peñuela