projetos

Projetos de Pesquisa

(169 resultados) Download as CSV

Submission DateDocenteTítuloordenar por iconoSúmulaLink ver
14/07/2011Ivan Cláudio Pereira SiqueiraInformation Literacy - Saberes do século XXIObjetivos: Estudar a emergência da information literacy no contexto da web e das tecnologias digitais, visando a estabelecer pesquisas no CBD-ECA/USP permeável às potencialidades educativas das TICs e ao desafio das necessidades de aprender a aprender continuamente.. ver
14/07/2011Asa FujinoInteração Produção Científica e Produção Tecnológica: metodos e critérios de avaliaçãoA pesquisa se insere no contexto da discussão sobre o distanciamento entre a capacidade científica do país, medida por indicadores de produção científica, e a capacidade de inovação autóctone, medida pelo número de patentes geradas no país. Parte-se do pressuposto de que é necessário desenvolver metodologias e indicadores mais adequados para analisar a relação entre produção científica e capacidade inovadora dos países. O objetivo é testar a aplicabilidade de novas ferramentas que incluam mapas conceituais, análises de conteúdos e estudos de citações para avaliar a participação efetiva da comunidade científica no desenvolvimento de inovações tecnológicas do país. Os resultados desta pesquisa envolvem dissertações e trabalhos publicados em eventos como o ENANCIB, mas no GT-7, nos quais são discutidos estudos e políticas. Também envolve a apresentação em eventos como o da ALTEC, cujo tema é a Gestão da Inovação Tecnológica. ver
14/07/2011Hugo Fernando Salinas Fortes JuniorInterações entre natureza e ciência na arte contemporâneaEste projeto de pesquisa pretende investigar a produção artística contemporânea que trata da mudança de paradigmas da relação do homem com a natureza em virtude do crescente desenvolvimento tecnológico da atualidade. A interferência da ciência no mundo natural, bem como as alterações da percepção da paisagem na contemporaneidade têm gerado a produção de obras de arte que tematizam os problemas ecológicos, a biogenética, a manipulação econômica da natureza e a crítica à atividade científica. A relação entre homem e natureza na atualidade não se dá de forma ingênua e direta, mas sim mediada pela ciência e pela mídia. Artistas como Olafur Eliasson, Mark Dion e Eduardo Kac, entre outros, têm tratado destas questões em seus trabalhos realizados nas últimas décadas do século XX e devem ser melhor compreendidos a partir deste estudo.ver
14/07/2011Brasilina PassarelliInvestigações Ambientais na EscolaO projeto INVESTIGAÇÕES AMBIENTAIS NA ESCOLA pesquisa alternativas para o ensino de ciências através da incorporação de metodologias de investigação de situações-problema e da utilização das novas tecnologias de comunicação. Uma equipe de biólogos, químicos e pedagogos tem elaborado diversos projetos investigativos de ciências, que apresentam problemas verídicos situados em variados contextos nas áreas de Biologia, Física e Química. Os alunos de escolas públicas de ensino fundamental e médio que utilizam estes projetos investigativos pesquisam, postam seus dados e dúvidas, discutem e se comunicam com outros alunos através do site , constituindo uma comunidade virtual de aprendizagem. A nossa pesquisa envolve as mudanças que acontecem no processo de ensino-aprendizagem, envolvendo alunos e professores, pela implementação desta metodologia e o uso da comunidade virtual nas escolas. Atualmente,as pesquisas são desenvolvidas junto às escolas municipais de Cubatão (SP), em parceria com o Centro de Capacitação e Pesquisa em Meio Ambiente (CEPEMA). A metodologia aplicada ao projeto Investigações Ambientais na Escola tem sido desenvolvida a partir do trabalho da equipe, anteriormente denominada LECT (Laboratório de Ensino de Ciências & Tecnologia) que, atuante desde 1994, já envolveu em suas pesquisas mais de 500 professores, 100.000 alunos e 100 escolas no Brasil e em outros países.ver
14/07/2011Marco Francesco Butiir, passar, ficar Este projeto está em desenvolvimento. O trabalho ir, passar, ficar iniciou em algum momento do 2º semestre de 1992. Em 1996 passou a incorporar também fotografias, em 1997 surgiu o título. Não tem data prevista nem desejo de conclusão. Não se seguem metodologias, não existe divisão entre fazer e pensar, nem entre projeto e execução. O ritmo é irregular, intercalado com outros projetos. ir são gravuras em metal e fotografias a cores baseadas na reação do olhar ao lugar onde me encontro; passar são fotos de minha autoria gravadas em chapas de ferro livremente oxidadas; ficar são gravuras em metal a partir dos desenhos formados pela luz nos espaços interiores de minha casa. Como todos os outros projetos, seria melhor representado por imagens.ver
30/08/2011Sayonara Sousa PereiraJanela Digital de DançaProjeto que esta se estabelecendo entre LAPETT-CAC-ECA/e o Deutschetanzfilm Institut Bremen/Alemanha. O presente projeto pretende inaugurar, junto ao Departamento de Artes Cênicas, na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo- CAC/ECA/USP, uma cooperação com o Deutsches Tanzfilminstitut-Bremen [TAFI] / Instituto Alemão de Videografia em Dança – Bremen para a instalação da primeira base de dados e informações Multimeios no Brasil sobre Tanztheater e outras caligrafias de dança contemporânea, base a qual denominaremos de Janela Digital / Tanzfenster.ver
26/08/2011André Chaves de Melo SilvaJornalismo e Ciência: Conceitos, Métodos e sua História na Imprensa BrasileiraO projeto tem como meta principal a análise da produção jornalística de alguns veículos impressos brasileiros por meio da comparação entre suas diferentes narrativas, visando o mapeamento de suas características e sua classificação entre divulgação ou comunicação científica. A iniciativa também busca o estudo das transformações pelas quais a produção de cada veículo passou enquanto reflexos das mudanças editoriais, das mídias estudadas, e históricas da sociedade brasileira, as quais sempre se refletem nas representações e valores de cada época e, portanto, nas narrativas produzidas em cada período. Além disso, estamos mapeando as temáticas mais freqüentes encontradas na cobertura de ciência destas publicações. ver
24/10/2011Anderson Vinicius RomaniniLaboratório Transdisciplinar de SemióticaO projeto pretende investigar a hipótese de que a comunicação, entendida como semiose, é um elemento ontológico da realidade, o que sustentaria uma Teoria Realista da Comunicação. Para tanto, prevê a criação do Laboratório Transdisciplinar de Semiótica (LTS) estruturado na forma de rede de compartilhamento de idéias e informações entre pesquisadores de variadas áreas do saber no Brasil e no exterior interessados em aplicar a semiótica sobre diferentes fenômenos da realidade. Entre os objetivos específicos do projeto estão: (1) produzir análises de fenômenos de várias áreas da ciência a partir dos conceitos da semiótica; (2) demonstrar a validade da Tabela Periódica das Classes de Signos e da Solenóide da Semiose para as análises desses fenômenos; (3) divulgar as análises semióticas realizadas, usando-as para exemplificar as 66 classes de signos descritas no projeto Minute Semeiotic – Por uma Teoria Realista da Comunicação; (4) criar uma rede de referência virtual para estudos transdisciplinares em semiótica, (5) produzir material didático e de disseminação sobre o tema a partir da gravação de entrevistas com pesquisadores especialistas, registro de aulas e eventos relacionados ao tema, (6) estimular a produção científica e publicação em Semeiosis – Semiótica e Transdisciplinaridade em Revista (www.semeiosis.com.br), bem como nas principais revistas nacionais e internacionais interessadas no assunto. ver
14/07/2011Maria Helena Franco de Araujo BastosLADCOR - Laboratório de Dramaturgia do CorpoO LADCOR – Laboratório de Dramaturgia do Corpo surge no segundo semestre de 2006. Desde então, vimos organizando em ensaios, espetáculos, intervenções urbanas pesquisas contemporâneas sobre o fazer criativo com a idéia de uma prontidão cênica a partir do que chamamos de escuta do corpo. O pensamento de uma escuta voltada para o corpo na relação com o espaço cênico é um conceito aqui criado para atender as necessidades de uma prontidão do artista do corpo nos processos que envolvem a criação e o fazer cênico. A dramaturgia do corpo não é uma embalagem que nasce pronta, e sim emerge de uma ação. Greiner (2005:81) reforça a dramaturgia como um estado de vertigem que paradoxalmente se dá a ver, por vezes, como algo estável e, à primeira vista, inteiro. No entanto, a sua própria natureza é a de viver à beira da dissolução. E mesmo assim, diante de tal precariedade, nada do que é feito parece estar fora do projeto evolutivo. A permanência está na aptidão do vivo para se organizar sempre em relação a algo ou alguém, na tentativa de manter vínculos de naturezas diversas (sonhos, afetos, ideais e assim por diante) e sobreviver. A geração de um estado corporal depende de uma coerência estabelecida entre o momento de uma determinada ação, o modo como provocamos esta ação no corpo e a percepção do espaço que está no entorno de toda esta ação. A pesquisa “práticateórica” evidencia que, tanto nos processos criativos como nos educacionais, todo procedimento requer atitude estética na relação com os espaços em que circulamos e com os outros com os quais convivemos. A hipótese principal é a de que a dança produz conhecimento a partir do fazer. É na ação que se estimulam conexões entre as estruturas de atividades corporais e operações cognitivas superiores (raciocínio, concentração, etc) Tal hipótese é amparada por pesquisas realizadas acerca da comunicação corporal, do sistema sensório-motor e da elaboração de metáforas (e. g: Lakoff e Johnson 1999, Thelen e Smith 1997, Katz e Greiner 2002). ver
31/08/2011Sayonara Sousa PereiraLAPETT- Laboratório de Pesquisa e Estudos em TanztheaterO LAPETT grupo de Pesquisa coordenado por Sayonara Pereira começou sua atuação prática em março 2011. O grupo de pesquisa tem como intuito dialogar com ensino e pesquisas acadêmicas, tanto na graduação como na pós-graduação da Escola de Comunicações e Artes /Departamento de Artes Cênicas da USP, através de aulas expositivas, seminários, oficinas de técnicas de danças - cênicas com o objetivo de aperfeiçoar os alunos e pesquisadores dentro dos paradigmas do Tanztheater de Kurt Jooss, em diálogo com acontemporâneidade. Com a consolidação deste núcleo espera-se que sejam cada vez mais elaboradas e desenvolvidas monografias, teses, artigos, peças coreográficas,e experimentações cenicas em geral, dentro dos paradigmas e filosofia do Tanztheater. Além disso, o LAPETT pretende oferecer cursos de extensão e outras formas de produções artísticas complementares que contribuam no aprimoramento dos seus integrantes, e que levem os pesquisadores do LAPETT, a praticarem um diálogo com outras comunidades externas a Universidade. Podem tomar parte das reuniões do LAPETT estudantes de graduação, pós- graduação e profissionais das artes da cena, após entrevista com a coordenadora do grupo. As reuniões do LAPETT acontecem semanalmente no CAC/ECA-USP. ver
14/07/2011Adilson Odair CitelliLinguagens da comunicação e desafios educacionais. Formação de jovens professores e circunstâncias midiáticas (II)O trabalho está voltado ao estudo das dinâmicas educomunicativas tomando como problema central a formação dos jovens docentes – na faixa de 30 anos quando da aplicação dos questionários e da realização das entrevistas – para o exercício do magistério sob as circunstâncias particulares da produção, circulação e recepção do conhecimento e da informação em uma sociedade fortemente marcada pelos meios de comunicação. ver
14/07/2011Brasilina PassarelliLiteracias Emergentes na WEB 2.0: pesquisas qualitativas e etnografia virtual no mapeamento e caracterização das novas formas de aprender ; processar informação e produzir conhecimento em redeO mundo conectado em rede é marcado pela interatividade e pela colaboração, características que reconfiguram os modos de aprender e ensinar na contemporaneidade. A vida em rede trouxe inúmeras consequências para a produção cultural e para a educação, caracterizadas por novos hábitos interacionais em novas ferramentas comunicacionais, transformando não apenas as práticas educativas, mas também os métodos e técnicas de pesquisa em comunicação, educação e ciência da informação. A cada ano, as pesquisas provenientes desses campos convergem para compreender o processo pelo qual alunos e professores vivenciam ações mais autônomas e ao mesmo tempo mais colaborativas nas redes sociais na da WEB 2.0 Nesse contexto, a trajetória do Núcleo de Pesquisa das Novas Tecnologias Aplicadas à Educação - Escola do Futuro/USP (NAP EF/USP) fundamenta-se, majoritariamente, na articulação entre programas de inserção das TIC´s e seus impactos nos contextos da educação formal e não-formal. Na última década dedicou-se a projetos de pesquisa-ação sobre inclusão digital – como o Programa de Inclusão Digital AcessaSP http://acessasp.sp.gov.br - bem como a pesquisas de caráter etnográfico destinadas a investigar comportamentos dos “atores em rede” , iniciadas em 2006 e geradoras das fundações do Observatório da Cultura Digital instituído em 2008 como lócus provilegiado das pesquisas desde então realizadas por pesquisadores do NAP EF/USP. Enquanto a primeira onda da Internet referia-se às ações direcionadas ao digital divide, que buscavam possibilitar o acesso à rede, a segunda onda (atual) resulta do fenômeno das redes sociais, deslocando o foco das pesquisas e projetos do NAP EF/USP para a questão das literacias emergentes nas redes sociais. O Observatório da Cultura Digital destina-se, assim, a estudos e pesquisas sobre a sociedade em rede e seus impactos nas áreas da comunicação, da educação e da informação, englobando mas não se limitando às novas formas de disseminação da informação, da comunicação e da aprendizagem forjadas na revolução das redes digitais. ver
06/10/2011Artur MatuckLiteraterraver
11/08/2011Samira Youssef CampedelliLiteratura juvenil brasileira: boom editorial e mercado contemporâneoDentre os muitos gêneros e subgêneros que alimentam o sistema literário brasileiro, a literatura juvenil é um fenômeno recente, cuja produção é maciça desde os anos 1970 e na primeira década do século XXI, com a publicação de inúmeros títulos escritos especialmente, sob encomenda ou não, e a sua circulação marcante no contexto escolar, em meio aos diversos produtos culturais que inundam o mercado e disputam avidamente a atenção dos jovens. A partir do enfoque de determinados títulos publicados ao longo do último quartel do século XX e durante os primeiros anos do presente milênio, a pesquisa objetiva investigar o cenário da produção literária destinada ao público juvenil e sua estética norteadora, através do enfoque de séries editoriais especialmente pensadas para uma faixa etária considerada grosso modo como (pré-)adolescente, e títulos que se tornaram exemplares desse universo. Alguns autores representativos, a saber, Marina Colasanti(Ana Z , Aonde Vai Você?) Telma Guimarães Castro Andrade (Viver um grande amor, Agenda Poética), Álvaro Cardoso Gomes (Fase terminal, Para tão longo amor), Márcia Leite (Qual é a minha?), Márcia Kupstas (Crescer é perigoso, Clube do Beijo), Julio Emilio Bra (Pretinha, Eu?). ver
14/07/2011Lisbeth Ruth Rebollo GoncalvesLugares e Modos Críticos da Arte Contemporânea nos MuseusConsiderando-se os princípios da Crítica de Arte legados pelo passado e suas transformações presentes, a pesquisa que propomos visa discutir a situação atual da Crítica de Arte Contemporânea, isto é, os lugares de manifestação e os modos de realização críticos, diante da ameaça de perda de função e de legitimidade da Crítica. Serão observados, especialmente, as exposições e ações nos Museus de Arte Contemporâneaver
25/08/2011Eugênio BucciManual de ética jornalísticaOrganização de livro didático sobre ética jornalística, a partir das aulas ministradas na disciplina de Ética, ministrada na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulover
30/08/2011Ricardo Alexino FerreiraMidialogia científica e etnomidialogia como disciplinas constitutivas da Educomunicação: uma proposta didático-pedagógicaTrata-se de pesquisa de ingresso no regime de trabalho da CERT/USP. A pesquisa tem como proposta a construção do campo didático-pedagógico da Midialogia Científica e Etnomidialogia na Educomunicação visando a educação científica pelos meios e a compreensão dos fenômenos sociais a partir das diversidades das matrizes culturais em uma abordagem multi e transmidiática para a formação dos educomunicadores.ver
25/08/2011Eugênio BucciMontagem de site sobre ensino e pesquisa em jornalismoPlanejamento e desenvolvimento de um site sobre pesquisa e ensino em jornalismo no Brasil e no mundo. O projeto, realizado em conjunto com os alunos do curso de jornalismo online da Escola de Comunicações e Artes durante o primeiro e segundo semestres de 2011, divide-se em duas etapas: elaboração de plano editorial para criação de um site para o Departamento de Jornalismo e Editoração (já concluída); criação e manutenção de um site baseado em uma parte do plano anterior, tratando da realidade e circunstâncias do ensino do jornalismo no Brasil e no mundo. A pesquisa inclui o monitoramento de centros de pesquisa e ensino nas Américas e Europa, para elaboração das matérias jornalísticas que integrarão o trabalho (etapa em andamento).ver
14/07/2011Dennis de OliveiraMÍDIA ALTERNATIVA, CULTURA POPULAR E ESPAÇO PÚBLICO NO BRASIL, ARGENTINA, EQUADOR E COLÔMBIA Este projeto pretende fazer um estudo de do potencial de experiências de mídias alternativas em países da América Latina – Brasil, Argentina, Colômbia e Equador. Para a promoção da diversidade cultural. Para isso, faremos uma análise das matérias veiculadas em periódicos do Brasil, Argentina e Colômbia para verificar as fontes utilizadas na construção das matérias da área de cultura, as modalidades de expressão cultural mais citadas e de que forma as reflexões sobre estas se aproximam dentro de uma perspectiva de construção de um diálogo intercultural nos moldes apontados pelo relatório da diversidade cultural da Unesco.ver
28/08/2011Rosana de Lima SoaresMídias e Estigmas sociais: sutileza e grosseria da exclusãoO tema desta pesquisa articula dois campos aparentemente distantes: os discursos midiáticos, em seus vários recobrimentos (mídia impressa, mídia audiovisual e mídia digital) e os estigmas sociais, em suas interfaces com a psicanálise, a antropologia, a sociologia, a filosofia, as ciências da linguagem, a comunicação. Trata-se, portanto, de uma pesquisa que tem como objeto de estudo um aspecto específico presente nas mídias: a tematização dos estigmas sociais em suas diversas manifestações e nas interfaces estabelecidas com outras formas de representação e articulações discursivas. Interessa-nos neste projeto estudar os chamados discursos midiáticos a partir de dois recortes principais: as narrativas jornalísticas (jornais impressos e revistas), devido às características que revestem este fazer; e as narrativas audiovisuais (telejornais e filmes de longa metragem ficcionais ou documentais), integrando a análise de discursos verbais e imagéticos.ver
29/08/2011Waldenyr CaldasMúsica e Política na América Latinaver
14/07/2011Brasilina PassarelliNexus - Da Informação ao Conhecimento. Portal dedicado a alunos da graduação do CBD/ECA/USP.Constitui portal web integrado a um banco de dados relacional que ancora os conteúdos programáticos das disciplinas Recursos Informacionais I e II e Orientação Bibliográfica pertencentes à graduação do Departamento de Biblioteconomia e Documentação da ECA/USP. O portal propicia aos alunos a publicação de trabalhos individuais e coletivos, em espaços dedicados bem como em Blogs individuais criados pelos alunos. Desta forma se estimula a autoria na Web e a alfabetização digital, através da utilização de recursos da Web.ver
14/07/2011Maria Cristina Castilho CostaNúcleo de Apoio à Pesquisa em Comunicação e CensuraO Núcleo de Pesquisa em Comunicação e Censura foi criado e aprovado em 2010, reunindo pesquisadores em diferentes níveis acadêmicos que vão da Pré-Iniciação Científica ao Pós-Doutorado, os quais tem na censura o principal objeto de pesquisa. Tendo nascido a partir dos estudos dos documentos do Arquivo Miroel Silveira, sob guarda da Biblioteca da ECA/USP, contendo processos de censura prévia ao teatro, em São Paulo, de 1930 a 1970, hoje tem por objetivo investigar a censura na atualidade. Além disso, procura divulgar os documentos do referido Arquivo e dar apoio a uma discussão interinstitucional sobre a censura às comunicações e às artes.ver
14/09/2011Ismar de Oliveira SoaresO "fenômeno educomunicativo" enquanto pensamento e prática social, no contexto da relação entre universidade e sociedade civil.O presente projeto dá continuidade à proposta de pesquisa em andamento, intitulada "EDUCOMUNICAÇÃO COMO ÁREA DE INTERVENÇÃO EM ESPAÇOS EDUCATIVOS", levando em conta que o objeto de estudo - que perfaz uma estreita relação entre pesquisa, extensão universitária e graduação - encontra-se, no momento, em franco desenvolvimento com a criação da Licenciatura em Educomunicação pela ECA/USP.No caso, a presente pesquisa amplia os objetivos da primeira, ao assumir como meta a identificação das condições mediante as quais o conceito da educomunicação foi semantizado entre o final dos anos de 1990 e os inícios dos anos 2000, observando e registrando as articulações que se estabeleceram entre as áreas da pesquisa, extensão cultural e graduação, tendo como meta a busca de explicação quer para a legitimidade acadêmica alcançada pelo conceito, quer por sua acolhida junto às políticas públicas que definem as práticas sociais no âmbito da interface comunicação/educação. Para tanto, o presente projeto de investigação tomará como base os resultados das pesquisas que se propuseram observar o campo epistemológico da educomunicação e suas práticas, resgatando a trajetória do NCE-USP em seus programas de cultura e extensão, entre os anos de 2001 e 2010, identificando, finalmente, a contribuição deste caminho experiencial para a construção e aprovação do programa de formação do profissional da educomunicação, mediante a Licenciatura em Educomunicação.ver
14/07/2011Johanna Wilhelmina SmitO acesso à informação, os sistemas de recuperação da informação e a memória socialO projeto se propõe a, dentro do contexto da interdisciplinaridade comumente associada à Ciência da Informação, analisar o domínio desta através da análise de dois conceitos centrais da área, a saber a questão da organização da informação e seu corolário, ou seja, o acesso à informação propiciado pelos sistemas de recuperação da informação. A reflexão sobre as questões acima enunciadas terá por pano de fundo uma análise dos diferentes conceitos de memória, inserindo desta forma a discussão no quadro geral dos mecanismos culturais de guarda e socialização da memória construída pelo homem. Fundamentação teórica O acesso à informação, resultado concreto das atividades que compõem o campo da Ciência da Informação, é freqüentemente apresentado pela bibliografia como conseqüência direta da organização da informação. A relação que pode ser estabelecida entre a organização da informação e o acesso à mesma deve ser problematizada e matizada, em função da variedade de cenários e contextos nos quais ocorre, lembrando-se a importância seminal da organização da informação no escopo da Ciência da Informação. Consideramos, neste projeto, que a organização da informação compõe o núcleo específico da Ciência da Informação ao conferir a esta sua identidade, na medida em que os procedimentos nela envolvidos são próprios da área e não são compartilhados com outras áreas do conhecimento. Em resumo, propomos discutir a função da organização da informação numa visão de memória social, correlacionando esta às condições nas quais se dá sua ativação.ver
14/07/2011Eduardo Victorio MorettinO cinema e as comemorações do centenário da Independência do Brasil: história, memória e monumentoPretendemos examinar a produção documental brasileira do período silencioso vinculada tematicamente à representação de eventos cívicos e espaços monumentais típicos de uma metrópole no Brasil nas primeiras décadas do século XX. O objetivo principal é a presença da cinematografia do país nas comemorações do centenário da Independência do Brasil, principalmente na Exposição Internacional do Centenário, ocorrida entre 1922 e 1923 na cidade do Rio de Janeiro. Serão abordados os documentários produzidos para esse momento, analisando a imagem construída do país por meio de filmes como No paiz das Amazonas (1922), de Silvino Santos, dentre outros, bem como examinar a relação das obras com os projetos ideológicos que lhe deram origem. Além desse aspecto, pretendemos discutir a propósito desse tema as relações entre Estado e cinema, pensando o lugar ocupado pelo novo meio de comunicação dentro das ações idealizadas para construir uma imagem do país diante da comunidade internacional.ver
14/07/2011Lucilene CuryO Conhecimento Científico: da Universidade para a Sociedade O Projeto teve por objetivo fazer a divulgação da pesquisa científica realizada na FMV da USP, envolvendo alimentos e enfatizou sua importância para a sociedade. ver
14/07/2011Ciro Juvenal Rodrigues Marcondes FilhoO Dilema da Incomunicabilidade, IIIO projeto de pesquisa “O dilema da incomunicabilidade” busca investigar o truncamento da comunicação no plano da relação entre a subjetividade e o mundo circundante, no plano das trocas singulares entre gêneros e no plano mais geral das irradiações impessoais "de massa" e no campo virtual. No campo das formas sociais amplas da difusão em massa, a incomunicabilidade se dá, por hipótese, na produção e emissão de notícias, onde os jornalistas e as empresas de comunicação irradiam quantidades diárias de sinais, cuja receptividade é incerta e cujos efeitos não podem ser plenamente verificados. O jornalismo produz informações que são veiculadas e assim apreendidas pelo público receptor mas cujo efeito não é o de realizar transformações de fundo, a saber, comunicabilidade stricto sensu, mas, enquanto sistema de alarme, chamar a atenção para fatos que exijam ação de outros atores sociais. Na formas digitais, a incomunicabilidade ocorre por força do uso restrito das potencialidades linguísticas e das restrições do meio, particularmente na ausência do face a face da comunicação presencial. No plano intersubjetivo, a incomunicabilidade efetiva-se como diferença inconciliável entre os sexos, desconhecendo o sexo masculino a particularidade comunicacional lógica e existencial do feminino, tentando reduzi-la à sua fórmula e à sua própria sexualidade. Essa dificuldade se torna ainda mais explícita no relacionamento de casais, onde o universo da diferença estrutural das singularidades sexuais alcança seu paroxismo na patologia da incomunicabilidade conjugal. No plano individual, a incomunicabilidade acontece no isolamento de cada um como "impossibilidade radical de sair de si" ou de partilhar vivências e emoções que se encontram na vida solitária da alma. Apesar disso, há uma vontade de comunicar que, em casos extremos, torna-se desespero por comunicação que só acaba se realizando no "extremo possível do homem", como, por exemplo, nas formas do suicídio. ver
14/07/2011Artur MatuckO Eletroescrito e os Direitos autorais no contexto digitalver
14/07/2011Luiz Guilherme de Carvalho AntunesO Futuro da Escola: uso de ferramentas de comunidades online para ensino à distância e inclusão digitalAs tecnologias digitais não são antagônicas ao magistério. Muito pelo contrário, elas podem finalmente libertar o professor da tarefa inglória de transmitir informação. Boa parte da atividade didática hoje em dia consiste em repetir conceitos para novos alunos. Mesmo que pesquise e inove, o professor não pode deixar de fundamentar o que diz. Quando o aluno finalmente está a par do tema e pronto para sua discussão, o curso acaba e o professor não tem a oportunidade de compartilhar sua experiência, se tornando um mero repetidor de conceitos. Não é de se espantar que, à medida que aumenta a experiência em sala de aula, o interesse diminui. Não deveria ser assim. Em vez de tentar combater o uso da Internet e de seus serviços – processo provavelmente frustrante, contraproducente e, em última instancia, prejudicial ao aluno – o professor deve agir como os profissionais experientes e os sábios das comunidades antigas e permitir a seus alunos que tragam as informações, enquanto se empenham em lhes transmitir critério. Nesse cenário, a abundância de conteúdo disponível na Internet pode se tornar um grande auxiliar. Mas para isso é necessário compreender as ferramentas colaborativas em vez de combatê-las. Se seu uso for adequado, o aluno empenhará parte de seu tempo fora da sala de aula a pesquisar conceitos e gerar conteúdo, disponibilizando o resultado de suas pesquisas para a discussão com os colegas e avaliação criteriosa de seu professor. Esses resultados ficam disponíveis para a análise de outras turmas e para a educação remota. A cada ano, mais material é agregado ao conjunto de conteúdo, o que faz com que a aula se torne cada vez menos expositiva e mais debatida, portanto mais interessante para professores e alunos ao longo do tempo. Minha pesquisa busca a identificação e divulgação de ferramentas de software livre e código aberto que possam ser usadas para o desenvolvimento de projetos de inclusão digital e ensino à distância com baixo custo, fácil aprendizado e grande abrangência. ver
29/10/2011Lucilene CuryO Mundo Digital e sua relação com os aspectos Cognitivos do Sujeito O Grupo Cibernética Pedagógica - LLD - abriga os projetos citados, com resultados já apresentados em congressos e, desde o início de 2011, vem tratando de estabelecer novos temas para desenvolvimento dos estudos, principalmente os relacionados à questão da cognição nos seus vários aspectos, incluindo os cerebrais, num contexto interdisciplinar. ver
14/07/2011Eduardo VicenteO OUTRO LADO DO DISCO: A Memória Oral da Indústria Fonográfica BrasileiraConsistiu na constituição de um acervo hemerográfico e na coleta e transcrição de depoimentos de profissionais da indústria fonográfica como engenheiros de gravação, produtores musicais, divulgadores e executivos. O projeto tinha como objetivo principal permitir a constituição de uma base de informação para diferentes projetos de pesquisa sobre a indústria fonográfica no Brasil.ver
14/07/2011Roseli Aparecida Figaro PaulinoO perfil do jornalista e os discursos sobre o jornalismo. Um estudo das mudanças no mundo do trabalho do jornalista em S Paulo.Esta pesquisa realiza levantamento sobre o perfil dos jornalistas profissionais no Estado de S.Paulo, e o ponto de vista do profissional sobre o seu trabalho. Os dados sobre o perfil e as falas dos jornalistas profissionais serão confrontados com os discursos (das empresas de comunicação, da mídia em geral e da academia) sobre o jornalismo e o futuro da profissão. Estima-se ser bastante urgente o estudo aprofundado sobre as mudanças que vêm ocorrendo na área do jornalismo e que este estudo deva ser realizado a partir do binômio comunicação e trabalho, o qual mobiliza o ponto de vista da atividade humana (ergológica) para entender as práticas profissionais no contexto da fusão de mídias e de relações de trabalho cada vez mais precárias. Espera-se obter como resultado um mapa do perfil do profissional de jornalismo e o ponto de vista deste profissional sobre seu trabalho, para que se possa entender qual o compromisso dele com o direito à informação, bem como poder traçar caminhos mais profícuos para a sua formação universitária. ver
14/07/2011Eduardo Simões dos Santos MendesO que os teóricos e críticos brasileiros do cinema brasileiro pensam sobre a trilha sonora dos filmes brasileiros?É por muitos defendida a tese que, no universo audiovisual, imagem e som têm a mesma importância estética/narrativa no desenvolvimento de uma obra. Porém será que é isso que se reflete nos escritos brasileiros sobre cinema brasileiro? Se considerarmos que a maioria dos teóricos do cinema brasileiro está ligada a instituições de ensino, que forma de leitura de obras audiovisuais está sendo ensinada às novas gerações? Será que a relação audiovisual existente nos filmes é considerada nas análises desse grupo? Em uma passada de olhos por parte da bibliografia mais utilizada pelos cursos de cinema e audiovisual, para não dizer que toda a banda sonora era desconsiderada, a fala é, eventualmente, considerada. Mesmo em coletâneas de ensino de teoria cinematográfica, a teoria do som também é desprezada. Se estivéssemos nos anos 60, ou mesmo no início dos 70, essa opção, mesmo que discutível por princípio, seria mais natural pois não havia a gama de novos teóricos que surgiram após o Dolby Stereo chamar a atenção de pesquisadores para a trilha sonora. Porém, hoje, depois de nomes como Altman, Chion, Bordwell, Thompsom, Weis, Gorbman e muitos outros que há mais de 30 anos mantêm uma bibliografia sólida e crescente, creio que essa opção – de só analisar os filmes a partir de seu universo imagético, não faz mais nenhum sentido. Até porque, como se sabe, a percepção da imagem é alterada conforme o som que a acompanha. O contrato audiovisual de Chion propõe que uma imagem, num meio audiovisual como o cinema, nunca seja considerada sem o som que a integra. É o som que irá dizer qual percepção da imagem o criador do filme deseja. Esta pesquisa, então, se propõe a reler alguns dos mais importantes teóricos e críticos do cinema brasileiro que ainda estão em atividade para mapear qual a relação desses autores com a trilha sonora cinematográfica e, consequentemente, como a academia hoje ensina seus estudantes a lerem obras audiovisuais.ver
14/07/2011Eduardo SeincmanO Spleen de Paris - obras para canto, piano e quarteto de cordasÉ um desenvolvimento e conseqüência de projetos anteriores na área da composição musical. Sua ênfase está calcada na experiência estética das relações entre texto e música, as quais foram especialmente abordadas, artística e teoricamente, nas seguintes publicações (livros e Cds): 1. LIVROS - Estética da comunicação musical (Via Lettera, 2008), Sonata do absoluto (Edusp/Imprensa Oficial, 2007), Do tempo musical (Via Lettera, 2001); CDs - Histórias Fantásticas (Petrobras, 2009), Em Movimento (CEPEUSP, 1996), A Dança dos Duplos (ECA-MAC, 1995); além do site www.historiasfantasticas.mus.br que oferece download de partituras, músicas e a distribuição gratuita de CDs. ver
03/11/2011Eduardo Tessari CoutinhoO TEXTO CORPORAL DO ATOR EM CENAMinha pesquisa, na área da prática teatral, visa a desenvolver uma dramaturgia corporal na cena teatral. Suas bases teóricas e práticas provêm da linguagem da mímica, tomada aqui como uma técnica de ator. O objetivo é criar procedimentos que facilitem a compreensão de uma escrita cênica elaborada pelo corpo do ator. Estes procedimentos permitem ao ator uma maior consciência dessa escrita, levando-o a reconhecer e a optar pelas ações que melhor representem o que ele deseja, resultando em uma maior precisão em termos de linguagem teatral. Isso contribui para que o ator adquira autonomia. A pesquisa acontece durante a criação e a apresentação de um espetáculo teatral, baseado em um processo de trabalho coletivo, seja em um espetáculo solo ou com mais atores. O jogo e a improvisação tornam-se aí os instrumentos básicos, pois a construção da cena parte necessariamente da ação dos atores. Assumindo que o fazer teatral se dá na relação com a sociedade como uma ação ética e política, o conhecimento pesquisado também é posto em diálogo com outras áreas de investigação. Campos de estudo que têm conexão direta com o corpo e com as relações humanas, como a terapia ocupacional e a psicologia, em particular o psicodrama, são parceiros em potencial. Também a experiência do trabalho em grupo é um tema desenvolvido nesta troca com a sociedade. ver
14/07/2011Leandro Leonardo BatistaO uso de medo em campanhas públicas de trânsito dirigidas aos motociclistas.Resumo do projeto: O projeto envolve o estudo do uso da chamada “propaganda de choque/ medo”, i.e., aquele tipo de propaganda cujo objetivo é alarmar o receptor sobre algum perigo, em geral ligado a um comportamento (como por exemplo beber e dirigir, consumir drogas, prevenção de doenças) e, que para causar este alarme, faz uso de conteúdos com forte apelo emocional que causam um forte impacto no público-alvo. Não foi possível identificar nenhum estudo (experimental ou não) sobre o tema no Brasil. Existem dados de outros países publicados na literatura da área, mas estes são inconclusivos e relacionados a uma cultura diversa da nossa. Alem do que, novos desenvolvimentos teóricos aguçam a curiosidade científica, como por exemplo, o uso de “negative priming”, i.e., uma forma de divergir a atenção de estímulos ligados aos comportamentos indesejados. Este tema está relacionado às preocupações mais atuais dos efeitos associados às características de consumo da nossa sociedade, principalmente onde o risco de saúde seja alarmante como é o caso dos motoboys (mas poderia ser o consumo de fast food, por exemplo) . Esta população faz hoje parte de duas pontas do problema. Por um lado a economia da cidade de São Paulo depende muito da atuação rápida e eficiente deste segmento (seja para comer ou trabalhar) e por outro existe uma verdadeira batalha entre a urgência imposta a estes trabalhadores e os demais elementos que formam o trânsito em São Paulo. Desta forma o projeto buscará dentro das mais avançadas técnicas de comunicação, principalmente do uso da chamada “móbile” comunicação (Internet, celulares, etc.) desenvolver e testar peças publicitárias que abordem as arestas mais salientes do problema, tomando como base a literatura mais atualizada da área.ver
14/07/2011Brasilina PassarelliObservatório da Cultura Digital - Linha de Pesquisa no NAP Escola do Futuro/USPO mundo das novas tecnologias de comunicação é marcado pela interatividade e pela colaboração, características que reconfiguram os modos de aprender e ensinar na contemporaneidade. A vida em rede trouxe inúmeras consequências para a produção cultural e para a educação, caracterizadas por hábitos de interação e pelo uso das ferramentas comunicativas, transformando não apenas as práticas educativas, mas também os métodos e técnicas de pesquisa em comunicação e educação. A cada ano, as pesquisas provenientes desses dois campos convergem para compreender o processo pelo qual alunos e professores vivenciam ações mais autônomas e ao mesmo tempo mais colaborativas por meio das mídias, e principalmente, por meio das redes sociais na internet. A atual prática da liberdade proveniente do acesso ao conhecimento disponível na rede propicia hábitos de compartilhamento de informações que superam divisões políticas e institucionais. Tais mudanças proporcionam a emergência de uma cultura mais crítica, dotada de maior capacidade de intervenção para além dos limites das instituições sociais e que exige dos alunos a capacidade de interpretar, avaliar e interagir com a informação de forma crítica. Assim, as novas preocupações a respeito da educação na contemporaneidade implicam, também, em investigar as formas e níveis de apropriação e uso das tecnologias. A trajetória do NAP Escola do Futuro/USP fundamenta-se, majoritariamente, na articulação entre programas de inclusão digital e pesquisas de caráter etnográfico destinadas a investigar comportamentos dos atores em rede , constituindo-se portanto, em lócus privilegiado para as pesquisas do Observatório da Cultura Digital, criado em 2008. Enquanto a primeira onda da Internet referia-se às ações direcionadas ao digital divide, que buscavam possibilitar o acesso à rede, a segunda onda (atual) resulta do fenômeno das redes sociais, deslocando o foco das pesquisas e projetos do NAP Escola do Futuro/USP para a questão das literacias emer.ver
14/07/2011Esther Imperio HamburgerOlhares Poéticos sobre a Desigualdade Social BrasileiraEsse projeto está organizado em duas vertentes que dão continuidade à problemática anteriormente desenvolvida. A primeira vertente, a partir do amplo mapeamento de interlocuções fílmicas sobre a temática da violência e da pobreza, propõe um estudo de caso em profundidade sobre o filme Fábula de Arne Sucksdorff, obra pouco vista e pouco estudada, que no entanto pode ser compreendida como uma contribuição poética para as representações da desigualdade carioca para além de estereótipos. A segunda vertente trás para o âmbito da Universidade a experiência de promoção de interlocuções entre realizadores atuantes nos diversos meios, vídeo arte, cinema da quebrada, cinema e televisão e segmentos do público através de uma mostra de trabalhos que tratam da pobreza brasileira acompanhada de seminário. À diferença de outras mostras realizadas sobre o assunto, essa pretende misturar diferentes suportes audiovisuais com a intenção de explorar as tensões entre esses meios e formas em busca de expressões poéticas que permitam a desarticulação de formas espetaculares e o despertar da imaginação. A idéia é concluir o trabalho em torno das “apropriações dos mecanismos de construção da visualidade” com uma intervenção que facilite o enfrentamento do debate político e estético as vezes reprimido por questões de cobrança sobre o pertencimento dos realizadores. A escolha do filme de Sucksdorff, um estrangeiro que revelou o Rio de Janeiro a partir de ângulos originais sugere o espírito provocador desse estudo que através de um ensaio e uma mostra acompanhada de debates pretende contribuir para a busca de expressões poéticas que contribuam para desarticular estereótipos que reforçam discriminações de Gênero, classe e cor.ver
31/08/2011Adriana Lopes da Cunha MoreiraOlivier Messiaen: Inter-relação entre conjuntos, textura, rítmica e movimento em peças para pianoEntre 2004-08, Adriana Lopes da Cunha Moreira desenvolveu o projeto intitulado Olivier Messiaen: Inter-relação entre conjuntos, textura, rítmica e movimento em peças para piano, que correspondeu à sua tese de Doutorado (defendida na UNICAMP em agosto de 2008). A pesquisa propôs uma associação de técnicas de análise musical desenvolvidas durante os séculos XX e XXI aos conceitos teóricos proferidos por Olivier Messiaen no livro Technique de mon langage musical (Messiaen 1944a e 1944b) e nos três primeiros volumes do Traité de Rythme, de Couleur, et d’Ornithologie (Messiaen 1994a, 1994b e 1994c). Demonstrou a eficiência do procedimento, através da apresentação de cinco análises de peças para piano compostas por Messiaen, contextualizadas tanto por dados biográficos do compositor, como por artigos anteriormente escritos por pesquisadores teoricamente relevantes. Nos cinco Anexos que completam o exemplar, destacamos declarações inéditas na literatura mundial, proferidas pelo compositor Almeida Prado, a respeito de planos não concretizados para a composição de um segundo Catalogue d’oiseaux. Na Conclusão, foram traçadas vertentes, tanto em relação às técnicas de análise utilizadas, como à obra para piano de Olivier Messiaen como um todo. Disponível para download em http://www.iar.unicamp.br/biblioteca/nova/default.php - Biblioteca IA Unicamp >> Biblioteca Digital, Acesso a conteúdo integral de teses defendidas na Unicamp, em formato digital >> Dissertações e teses >> Artes>> Procurar pelo nome do autor >> A >> Adriana Lopes da Cunha Moreira.ver

Seminário de Metodologia e Desenvolvimento de Projetos de Pesquisa da ECA

11/08/2011 14:00
11/08/2011 17:00

Em 11 de agosto de 2011, a Comissão de Pesquisa da ECA USP realizará seminário para orientar e auxiliar alunos e professores interessados no desenvolvimento de Projetos de Pesquisa para as agências de fomento. O seminário será coordenado pela Profª Drª Maria Cristina Castilho Costa e contará com apoio da Mestre Jacqueline Pithan no Auditório Lupe Cotrim que se localiza no Prédio Central da Escola, no 1º andar.

Projetos

Formulário de Projetos de Pesquisa

Formulário de cadastro de Projetos de Pesquisa.

ATENÇÃO!

Projetos Individuais

São projetos de pesquisa desenvolvidos pelos docentes da USP, como parte integrante de seu contrato de trabalho com a Universidade. Caso o docente tenha interesse, seu projeto pode ser subsidiado por uma Agência de Fomento por meio do financiamento de material permanente, material de consumo, viagens no Brasil e ao exterior, pagamento de bolsas e outros tipos de apoio.

Alunos de Pré-IC 2011

Professor Responsável: Maria Cristina Castilho Costa
Projeto: Comunicação e Censura - o que pensa a população sobre a censura
Alunos: Claudia Otho Ribeiro, Juliana Maria Matias Pinto, Luan Sales Gomes
Professor Supervisor: Rosa de Lima

 

Alunos de Pré-IC 2009

Professor Responsável: Dennis de Oliveira
Projeto: Reflexões e práticas do jornalismo comunitário e popular
Alunos: Bárbara Soares Neto; Kelvin dos Santos Valentin; Mariáh Rosa da Cruz
Professor Supervisor: Roque Jeferson Martins

 

Projetos desenvolvidos na Biblioteca

 
Preservação de Acervos Documentais, Memórias e Monumentos

Título: Preservação das Obras Raras doadas por Francisco Matarazzo Sobrinho à USP acervo da Biblioteca da ECA

Universidade e as profissões

Você, que é estudante do Ensino Médio ou de cursinhos preparatórios para o vestibular, tem agora uma grande chance de conhecer as carreiras e os cursos da Universidade de São Paulo e decidir melhor sobre seu futuro. O Projeto " A Universidade e as Profissões" oferece a você palestras e visitas monitoradas a laboratórios de pesquisa e outras dependências da USP.

Saiba mais