CTR organiza seminário sobre Cinema Novo brasileiro

22/05/2017 18:00

Na segunda-feira, 22 de maio, o grupo de pesquisa História da Experimentação no Cinema e na Crítica, Departamento de Cinema, Rádio e Televisão (CTR), organiza o seminário A crítica cinematográfica portuguesa e a recepção do Cinema Novo, no qual será abordada a presença do Cinema Novo brasileiro em Portugal, durante os anos 1960 e 1970, "a partir do exame de textos publicados em revistas especializadas e jornais da época", importantes por constituirem "traços da recepção histórica dos filmes, importantes para a divulgação do movimento cinemanovista e mesmo para a sua consagração em território luso". 

A exposição fica à cargo de Regina Gomes, pós-doutoranda na ECA, professora da Universidade Federal da Bahia e autora do livro O cinema brasileiro em Portugal (1960-1999): uma análise crítica de filmes brasileiros; já o crítico de cinema, roteirista e mestre em cinema pela ECA Francis Vogner dos Reis será o comentador. Os professores do CTR Mateus Araújo e Rubens Machado Jr serão responsáveis, respectivamente, pelo debate e mediação, e Leandro Afonso, diretor e professor da Academia Internacional de Cinema de São Paulo, fará o relato crítico. 

O Cinema Novo foi um movimento audiovisual surgido em 1952 e que durou até meados da ditadura militar. Na sua concepção encontram-se obras de caráter popular, explorando-se o sertão, com filmes como Vidas Secas, de Nelson Pereira dos Santos, a influência da ditadura na política e economia brasileira, presente, por exemplo, em Terra em Transe, de Glauber Rocha e o exotismo nacional, representado, por exemplo, por Macunaíma, de Joaquim Pedro de Andrade. 

O seminário inicia-se às 18h, no Auditório B do CTR

Serviço:

Data: 22 de maio

Horário: 18h

Local: Auditório B | Departamento de Cinema, Rádio e Televisão