Diversidade em Ciência aborda o trabalho de poeta de Machado de Assis

06/01/2018 14:00
06/01/2018 15:00

No dia 6, às 14h, Ricardo Alexino Ferreira, docente do Departamento de Jornalismo e Editoração (CJE), entrevista José Américo de Miranda Barros, professor associado aposentado da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e pesquisador da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Em 2010, José fez pós-doutorado na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH-USP).

Na entrevista, o professor abordará as principais características da poesia de Machado de Assis, estudadas durante a pesquisa Machado de Assis: poesia excluída, financiada pelo CNPq e a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado do Espírito Santo (Fapes), que tem por temática abordar as poesias renegadas por Machado nas obras Crisálidas (1864), Falenas (1870) e Americanas (1875). Além disso, José Américo trará também a música Lua da estiva noite, composta por Machado de Assis e Arthur Napoleão, em 1880. A melodia foi criada para canto, piano e flauta, sendo parte do álbum Ecos do Passado.

Joaquim Maria Machado de Assis (1839-1908) é considerado um dos grandes nomes da história da literatura brasileira. Neto de escravos alforriados e filho de mãe portuguesa que desempenhava a função de lavadeira, nas últimas décadas, sua etnia tem sido reivindicada pelos negros brasileiros, contrários às representações em documentos oficiais que embranquecem o autor.


José Américo de Miranda Barros, da UFMG, é o entrevistado desta semana do programa Diversidade em Ciência. Foto: Ricardo Alexino Ferreira

A entrevista será transmitida na Rádio USP-FM, que pode ser sintonizada em 93,7 MHz/SP, ou pelo site do rádio. Diversidade em Ciência é um programa voltado para a divulgação científica, a diversidade e os direitos humanos. É transmitido toda segunda-feira, às 13h, com reapresentações às terças, às 2h, e sábados, às 14h.