Fórum debate realidade das populações deslocadas

06/11/2017 09:00
08/11/2017 17:00

De 6 a 8 de novembro, o Departamento de Relações Públicas, Propaganda e Turismo (CRP) recebe o I Fórum Internacional Fontié Ki Kwaze, que tem como tema Fronteiras Cruzadas: O Desafio das Comunicações diante das Populações em Deslocamento. O objetivo é pensar estratégias conjuntas de comunicação sobre as diásporas contemporâneas. Para participar, é preciso fazer a inscrição prévia no site do evento.

O fórum contará com a participação de convidados do Brasil, Argentina, México, Colômbia, Bolívia, Haiti, Moçambique, Angola, Congo, Camarões, Palestina e Síria. O intuito é cruzar as fronteiras dos Estados, do conhecimento e dos movimentos sociais para compreender como pesquisadores, estudantes, artistas, gestores públicos, trabalhadores de diversas categorias e a sociedade civil como um todo podem atuar de forma colaborativa com migrantes transnacionais diante de um cenário de avanço nas sistemáticas expulsões e violações aos direitos humanos.

O fórum tem a coordenação geral do professor Artur Matuck, do CRP, e é organizado pelo COLABOR – Centro de Pesquisa em Linguagens Digitais, pelo Programa de Pós-graduação Interunidades em Estética e História da Arte da USP, e pelo Núcleo de Arte, Mídia e Política das Ciências Sociais (NEAMP) da PUC-SP.


Migrações transnacionais são tema de encontro entre pesquisadores,  gestores, artistas e movimentos sociais. Foto: Wikimedia Commons

Programação

Nos dias 6 e 7 de novembro, a partir das 9h, o fórum inicia suas atividades com conferências, arenas de debate, performances e oficinas com pesquisadores, artistas e ativistas nacionais e internacionais. Os eixos temáticos serão: Desafios e perspectivas no campo da comunicação, política e direitos humanos; Experiências diaspóricas: corpos, tempos e histórias; e Fronteiras Cruzadas: arte, história e trabalho.

Entre os pesquisadores presentes no evento estarão o presidente da Red Internacional de Migración y Desarrollo e professor em estudos do desenvolvimento da Universidade Autônoma de Zacatecas no México, Raúl Delgado Wise, que abordará os desafios globais no debate atual sobre as migrações transnacionais no primeiro dia do evento. Delgado Wise também é coordenador geral da Cátedra UNESCO de Migração, Desenvolvimento e Direitos Humanos e membro do Comitê Consultivo do Comitê UNESCO-MOST México. No segundo dia (7/11), destaque para a conferência do vice-presidente do Comitê de Direitos dos Trabalhadores Migrantes da ONU e coordenador do programa migração e asilo da Universidade Nacional de Lanús, na Argentina, Pablo Ceriani, que debaterá migração e refúgio a partir da perspectiva dos direitos humanos.

Além dos conferencistas internacionais e pesquisadores brasileiros, as mesas e arenas de debate serão também conduzidas por migrantes transnacionais que atuam em movimentos e comunidades de migrantes na cidade de São Paulo. Eles discutirão o contexto das fronteiras, a nova lei de migração e o cenário nacional. Já no dia 8 de novembro, haverá reuniões dos convidados internacionais com grupos universitários, organizações de direitos humanos e movimentos sociais a fim de trocar conhecimento sobre mecanismos de proteção e fortalecer articulações e redes de ação inter-regionais, além de planejar a segunda edição do evento.

Serviço

I Fórum Internacional Fontié Ki Kwaze: Fronteiras Cruzadas: O Desafio das Comunicações diante das Populações em Deslocamento
Data: 6 a 8 de novembro
Horário: 6 e 7 de novembro, 9h às 20h; 8 de novembro, 13h às 17h
Local: Departamento de Relações Públicas, Propaganda e Turismo (CRP) - Prédio 3