OBCOM participa do Festival Verão Sem Censura

30/01/2020 19:00
31/01/2020 19:00

Evento acontece em janeiro e traz diversas atrações culturais oprimidas e censuradas

 

A partir do dia 17 de janeiro, a cidade de São Paulo celebrará a democracia e a liberdade de expressão com o festival Verão Sem Censura, promovido pela Secretaria Municipal de Cultura. O evento trará 45 atividades abertas e gratuitas, como shows, debates, peças de teatro, exposições, Carnaval, entre outras. O festival irá até o dia 31 deste mês.

O Observatório de Comunicação, Liberdade de Expressão e Censura (OBCOM) participará do festival com o espetáculo Calabar, o elogio da traição nos dias 30 e 31 de janeiro, às 19h, na Biblioteca Mário de Andrade, no centro de São Paulo. A peça, que ficou por uma década censurada, foi escrita nos anos 70 por Chico Buarque e Ruy Guerra e traz a figura de Domingos Fernandes Calabar, que tomou partido dos holandeses, contra a coroa portuguesa, durante a Insurreição Pernambucana. Esta adaptação para leitura dramática, com onze atores e três músicos, tem dramaturgia assinada por Renata Palottini, professora aposentada da ECA, direção de Roberto Ascar e direção musical de Jean Garfunkel.

Para conhecer as outras atrações do festival e a programação completa, clique aqui.

A peça Calabar, escrita por Chico Buarque e Ruy Guerra, agora adaptada para leitura dramática no Festival Verão Sem Censura. Foto: Reprodução /Primeiro Teatro Blog

Serviço:

Calabar, o elogio da traição - com direção de Roberto Ascar
Data: 30 e 31 de janeiro
Horário: 19h
Local: Biblioteca Mário de Andrade (Rua da Consolação, 94, República, São Paulo)