Os Sartori: um centenário de máscaras

16/09/2015 10:00

No  dia 16 de setembro, às 10 horas, acontece a palestra Os Sartori: um centenário de máscaras. O evento, que acontece no Teatro Laboratório, aborda as máscaras teatrais e sua relevância em diversos trabalhos históricos. Não é necessário fazer a inscrição antecipadamente.

Toda a humanidade tem feito uso da máscara desde o nascimento da civilização. Amleto e Donato Sartori, herdeiros de uma arte antiga há muito esquecida, trouxeram de volta à vida este precioso instrumento de comunicação com a pesquisa sobre as máscaras teatrais e as da Commedia dell'Arte. Os Sartori têm abordado os mais diversos trabalhos teatrais, de Goldoni a Pirandello, o teatro clássico de Shakespeare, de Molière a Ionesco, até o teatro de rua, colaborando com diretores como Jean Louis Barrault, Giorgio Strehler, Eduardo De Filippo, Peter Oskarson, Jacques Lecoq, Eugenio Barba e Dario Fo, para os quais criaram máscaras. 

                   

Donato Sartori é escultor, pesquisador e professor. Aprendeu os primeiros elementos da arte e da cultura no atelier de seu pai Amleto Sartori (1915-1962), notório escultor de Pádua. Em 1979, com Paola Piizzi e Paolo Trombetta, fundou Centro Maschere e Strutture  Gestuali. Em 2005 inaugurou o Museu Internacional da Máscara Amleto e Donato Sartori.

Paola Piizzi é arquiteta, professora, curadora e diretora do Museu da Máscara e do Museu da Máscara Feminina de Padova. Cofundadora do Centro  Maschere e  Strutture Gestuali. É membro do Fórum  Ateneo para políticas e os estudos do gênero da Universidade de Pádua. É a responsável pela direção e curadoria do  Museo Internaczionale dela Maschera Amleo e Donato Sartori.

Serviço

Data: 16/9
Horário: 10h
Local: Teatro Laboratório da ECA (Prédio 8)