Peça censurada de Plínio Marcos é tema de estudo e leitura dramática

25/06/2016 14:00
25/06/2016 18:00

Para entender de que forma a censura interferiu na produção artística e qual é o seu impacto na atualidade, o projeto Censura em Cena, coordenado pelo Observatório de Comunicação, Liberdade de Expressão e Censura (OBCOM), da ECA,  realiza uma série de debates com a apresentação de leituras dramáticas de peças vetadas durante a atuação do órgão oficial de censura.

A sexta apresentação do projeto, com a leitura dramática da peça de Plínio Marcos de Barros, Reportagem de um tempo mau, de 1965, será realizada no dia 25 de junho, no Centro de Pesquisa e Formação do SESC, parceiro do projeto, com inscrições gratuitas pelo site: centrodepesquisaeformacao.sescsp.org.br.

A leitura dramática será seguida de debate que apresentará um estudo sobre o processo de censura da obra. Participam da mesa Mayra Rodrigues Gomes, professora do Departamento de Jornalismo e Editoração (CJE);  Oswaldo Mendes, ator, diretor, roteirista, jornalista e autor de diversas obras, dentre elas o livro Bendito Maldito – Uma biografia de Plínio Marcos (2009, Editora Leya), que lhe rendeu o Prêmio Jabuti e da Associação Paulista de Críticos de Arte; Rafael Macedo, estudante de História na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH-USP) e pesquisador  do OBCOM; e a professora Maria Cristina Castilho Costa, professora do Departamento de Comunicações e Artes (CCA), e  coordenadora do OBCOM, autora dos livros Censura em cena (Edusp/FAPESP), Teatro e Censura: Vargas e Salazar (Edusp/FAPESP), entre outros.

Reportagem de um tempo mau

Censurada em 1965, a peça Reportagem de um tempo mau apresenta uma linguagem diferente em relação ao conjunto das obras de Plínio Marcos, pois trata-se de uma colagem de trechos de diversos autores, de Bertold Brecht e Pablo Neruda à Bíblia. No espetáculo, Plínio aborda as contradições e os problemas sociais no período pós-Segunda Guerra Mundial, como a exploração do trabalho, o terror gerado pelo tempo de guerra, assim como outros temas ainda hoje presentes na realidade brasileira, como a concentração de terras, o racismo, a repressão da mulher na vida conjugal e a hipocrisia moral da sociedade. 

O fato do autor já ser conhecido dos censores na época (sua peça Barrela havia sido censurada durante o governo de Juscelino Kubitschek), uma figura de certa forma estigmatizada para os órgãos de censura, colaborou para a impugnação da obra. Nos prontuários do processo de veto à peça Reportagem de um tempo mau, os censores justificam a decisão com poucas palavras, apenas alegando ser “uma obra implicitamente de caráter subversivo, contrariando os preceitos legais do país”. Leva-se também em conta o contexto, apenas um ano após o golpe de 1964.

Plínio Marcos de Barros (1935-1999) nasceu em Santos, foi ator, palhaço, dramaturgo e colunista de vários jornais.

 

Serviço:

Censura em Cena: as peças vetadas no Estado de São Paulo

Leitura dramática e debate: Reportagem de um tempo mau, de Plínio Marcos de Barros

Data: 25 de junho
Horário: das 14h às 18h
Local: Centro de Pesquisa e Formação do SESC
Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar, bairro Bela Vista

Grátis, mediante inscrição antecipada pelo site até um dia antes do evento