Professores da ECA participam de seminário sobre preservação e conservação

07/08/2017 09:30
08/08/2017 17:00

Nos dias 7 e 8 de agosto, Martin Grossman, professor do Departamento de Informação e Cultura (CBD), Carlos Augusto Calil, docente do Departamento de Cinema, Rádio e Televisão (CTR) e José Teixeira Coelho Neto, professor emérito da ECA, participam do seminário Rumos atuais e futuro da conservação no Brasil, organizado pela Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin em homenagem a Guita Mindlin, fundadora da Associação Brasileira de Encadernação e Restauro (ABER) e um dos nomes mais respeitados da área de conservação. 

Além dos professores, outros importantes nomes da biblioteconomia e da área da preservação ministrarão palestras, com o intuito de promover uma reflexão crítica sobre a conservação, a preservação e a restauração de acervos, destacando pontos como as mudanças ocorridas nesse setor em decorrência das novas tecnologias e a importância de se guardar o patrimônio cultural.

Para participar, é necessário inscrição, que pode ser feita através do telefone (11) 3091-1154 ou do email bbm@usp.br.

Programação

7 de agosto

9h30 - Isis Baldini (diretora da divisão de Acervo, Documentação e Conservação do Centro Cultural São Paulo)

Conservação, uma história não escrita: A palestra abordará as mudanças significativas que ocorreram na área de conservação e restauro e nas atividades em que a área se justifica dentro da estrutura museológica.

10h15 - Martin Grossman (professor do Departamento de Informação e Cultura)

Conservação e os desafios da coletividade cultural: Visa problematizar a conservação perante o institucional (equipamentos e campos culturais), a formação e crítica (universidades, cursos, esfera discursiva) e a representação e organização (associações profissionais, organismos públicos e privados).

11h - Debate

14h30 - Briquet de Lemos (professor aposentado da Universidade de Brasilia e fundador da Editoria e Livraria Briquet de Lemos)

Conservar ou desconservar: "bicho tem em qualquer lugar, até na minha casa": Pretende abordar os processos que podem levar a uma desconservação de documentos, como o simples passar do tempo, a conservação deficiente dos lugares de abrigo destes documentos, a cautela do processo de conservação e a repressão de ideias ou destruição, furto e roubo de documentos.

15h15 - Aloisio Castro (Restaurador de artes plásticas/papel do Museu de Arte Murilo Mendes da Universidade Federal de Juiz de Fora)

História da Conservação-Restauração de Bens Culturais Móveis do Brasil: reflexões sobre a constituição do campo na Administração Pública Brasileira (1855 - 2008): Busca refletir acerca do percurso de construção cultural da profissão do conservador-restaurador de bens culturais móveis no âmbito de Estado Brasileiro, em relação à marcos teóricos, paradigmas, influências internacionais e políticas sociais e educacionais.

16h - Debate

8 de agosto

9h30 - Rízio Bruno Sant'Ana (bibliotecário da Biblioteca Mário de Andrade)

O bibliotecário na conservação de livros raros: Visa descrever os trabalhos desenvolvidos nos últimos 30 anos na Biblioteca Mário de Andrade, em preservação de acervos, conservação de livros e curadoria de obras raras.

10h15 - Valéria Gauz (bibliotecária de livros raros do Museu da República)

A interdisciplinaridade e a formação de profissionais na área de Preservação de Acervos no Brasil: um olhar preliminar: A palestra pretende tratar de alguns aspectos de áreas relacionadas à preservação de acervos em suporte papel a partir de características de cursos existentes, tendências e pesquisas.

11h - Debate

14h30 - Carlos Augusto Calil (professor do Departamento de Cinema, Rádio e Televisão)

A implantação do Sistema Municipal de Bibliotecas de São Paulo e a renovação da Biblioteca Mário de Andrade:  Busca abordar a reversão de uma ideia de bibliotecas como depósitos de papel velho, equipamentos em desuso e cultura morta, fato que se deu a partir de 2005, com a criação do Sistema Municipal de Bibliotecas.

15h15 - José Teixeira Coelho Neto (professor emérito da ECA)

A ideia de arte não é mais a mesma: A palestra abordará as alterações sofridas pela arte com as novas tecnologias, tratando de conceitos como unicidade e originalidade, que tendem a ser abalados e levarem a uma ampla revisão das noções de museu, acervo, preservação e conservação.

16h - Debate e Encerramento

Serviço:

Data: 7 e 8 de agosto

Horário: das 9h30 às 17h

Local: Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin (Rua da Biblioteca, s/n, Cidade Universitária)