Racismo no atendimento de saúde é tema do 'Diversidade'

20/08/2016 14:00

No Diversidade em Ciência deste sábado (20/8), a médica sanitarista e psicanalista Dulce Maria Senna irá falar sobre a vulnerabilidade e equidade em saúde, tendo como recorte a população negra.

Ela aponta que o racismo no Brasil se evidencia também no atendimento de saúde da população negra, provocando todo um processo de exclusão que vai desde a forma displicente que mulheres negras são atendidas em unidades de Saúde, até a pouca atenção que se dá às doenças provocadas por motivações étnicas de afro-brasileiros, como anemia falciforme, pressão alta, diabetes e outras.

Dulce Senna tem doutorado em Medicina Preventiva, pela Faculdade de Medicina da USP, onde defendeu a tese “As mil faces de Ananké: o sofrimento feminino e a prática de saúde”.

Diversidade em Ciência é um programa de divulgação científica, voltado para as ciências da diversidade e direitos humanos, e vai ao ar toda segunda-feira, às 13h, com reapresentação aos sábados, às 14h. Tem direção e apresentação do professor Ricardo Alexino Ferreira, do Departamento de Comunicações e Artes (CCA), e operação de áudio de João Carlos Megale. A gravação é feita nos estúdios do CCA, na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.

A Rádio USP-FM pode ser sintonizada em 93,7 MHz/SP ou também na página da Rádio USP.