"Selfie: retratos da solidão compartilhada"

24/09/2016 14:00

Neste sábado, 24 de setembro, o programa Diversidade em Ciência recebe a jornalista e pesquisadora Juliana Luz Bacci, pós-graduada em Mídia, Informação e Cultura pelo Centro de Estudos Latino-Americanos sobre Cultura e Comunicação (CELACC), da Universidade de São Paulo.

Juliana fala sobre a sua pesquisa de pós-graduação Selfie: retratos da solidão compartilhada, que teve como objetivo analisar a selfie como fenômeno social, que marca a pós-modernidade e sua interseção com gênero.

“A pesquisa de caráter interdisciplinar aborda o autorretrato produzido para ser postado na web - principalmente nos sites de relacionamento - como expressão da individualidade, do culto ao corpo como reflexo do trabalho e do lazer, da realidade e da identidade construídas e editadas a partir de ferramentas tecnológicas. Mais do que analisar o comportamento de internautas, impulsionado pela popularização de celulares do tipo smartphones, o estudo analisa o meio de vida ao qual estão submetidos: a solidão compartilhada. Mais conectados, mais sozinhos”, afirma Juliana.

Juliana Bacci é especializada em Roteiro pela Escuela Internacional de Cine y TV, em Cuba. E também tem especialização em Redação Criativa pela Universidade de Nova York. Atualmente é editora de Conteúdo do SBT.

                                                 
                                                       

O Diversidade em Ciência é um programa de divulgação científica, voltado para as ciências da diversidade e direitos humanos, e vai ao ar toda segunda-feira, às 13h, com reapresentação aos sábados, às 14h. Tem direção e apresentação do professor Ricardo Alexino Ferreira, do Departamento de Comunicações e Artes (CCA), e operação de áudio de João Carlos Megale. A gravação é feita nos estúdios do CCA, na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.

A Rádio USP-FM pode ser sintonizada em 93,7 MHz/SP ou também na página da Rádio USP.

 

Foto: Arquivo pessoal da entrevistada