História

 

A Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP) foi criada em 1966 com o nome de Escola de Comunicações Culturais. 

A ECA é uma instituição pública de ensino superior voltada à formação de profissionais e pesquisadores nas áreas das comunicações e das artes e para a produção de conhecimento científico, por meio de seus laboratórios e centros de estudos. Mantém, desde a sua fundação, amplo e diversificado universo de atividades de ensino, pesquisa e de extensão de serviços à comunidade, respaldado por moderna infraestrutura didática. É composta por oito departamentos e pela Escola de Arte Dramática (EAD). Oferece 22 habilitações profissionais em cursos regulares na área de graduação, 15 delas voltadas às Artes.

 

Pela diversidade de áreas oferecidas, a ECA caracteriza-se por ser uma Escola que vive sua contemporaneidade, sempre atenta às inovações e à qualidade do ensino superior. Seus cursos estão entre os mais concorridos. A relação candidato/vaga para o vestibular é a mais alta da USP. Nessas quatro décadas de investimento em ensino e pesquisa científica, a ECA já formou inúmeros profissionais e cientistas de alto nível. A primeira turma se formou em 1970. De lá para cá, a Escola tem se destacado não apenas em número e diversidade de cursos, mas também pela qualidade do seu corpo docente.

 

Hoje, a Escola de Comunicações e Artes é referência para toda a América Latina. No cenário internacional consolidou o seu prestígio como uma instituição que mantém o nível de excelência nas áreas de Comunicações e das Artes.São muitos alunos estrangeiros vindos da África, Europa e América que aqui estudam. A rigor, a ECA tornou-se uma Escola internacional.