Exposição interativa "Palavras Cruzadas" é desenvolvida no CTR

Na próxima semana, dia 20 de setembro, estreia a exposição interativa Palavras Cruzadas: Lugares de Fala Contemporâneos, no Sesc Vila Mariana. Ao entrar em uma arena e, ao seu redor, 12 projeções de pessoas em tamanho real esperam para contar suas histórias. O projeto é de Daniel Lima, do Programa de Pós-Graduação em Meios e Processos Audiovisuais (PPGMPA), junto ao Laboratório de Arte, Mídia e Tecnologias Digitais (LabArteMídia) do Departamento de Cinema, Rádio e Televisão (CTR).

Na instalação, os convidados projetados ocupam diferentes lugares de fala, ligados ao movimento indígena, ao movimento quilombola, ao movimento sem teto, ao movimento secundarista, às mães de maio; pessoas em situação prisional, prostitutas, transexuais, imigrantes e movimentos ligados à cultura surda, ao feminismo megro e ao movimento LGBTQIA.


As gravações para a videoinstalação aconteceram no CTR. Foto: Lyara Oliveira

“Essa discussão sobre lugares de fala é algo que eu desenvolvo há 15 anos, no mínimo”, conta Daniel. Ele estudava o espaço público e temas de construção da sociedade, como gentrificação, segregação racial e social. A partir disso, já desenvolveu alguns projetos, por exemplo, a mostra Agora somos todos negrxs?, de 2017, cujo título faz referência à Constituição do Haiti, país que conseguiu independência a partir de uma revolta de escravos. 

“Foi uma exposição no VídeoBrasil que reunia artistas negros de arte contemporânea e trabalhava a ideia de devir negro”, afirma o pesquisador, “devir negro tanto como precarização das situações de trabalho, exploração radical do trabalho, como revolução, reconstrução e resistência”. 

“Nesse sentido, o Palavras Cruzadas é uma continuidade desse projeto. Porque são 12 lutas que, a princípio, seriam específicas e separadas. Mas esse devir nos coloca a ideia de pensar uma luta conjunta a partir da interseccionalidade entre elas”, explica.

Daniel Lima também alega que, no decorrer do último ano, em contato com o LabArteMídia, decidiu incluir em sua pesquisa o estudo do futuro da produção audiovisual, relacionado a uma linguagem transmidiática e imersiva. Palavras Cruzadas: Lugares de Fala Contemporâneos também está inserida nessa análise.

Nos próximos meses, o conteúdo utilizado na videoinstalação será aproveitado para experimentação em linguagem imersiva. Com o LabArteMídia, a arena será virtualmente colocada em um óculos de realidade virtual, no qual o espectador poderá olhar e ouvir esses lugares de fala ao seu redor, de acordo com Daniel. “É interessante essa possibilidade de uma linguagem transmidiática que atravessa várias mídias e vai ganhando vários formatos”, conclui.

LabArteMídia

Criado em 2016, o LabArteMídia é um laboratório que desenvolve pesquisas a respeito de projeções audiovisuais em multiplataformas e multitelas e interatividade em ambientes imersivos. “O laboratório trabalha com a teoria, mas prioriza a experimentação prática”, explica o professor Almir Almas, do CTR. Por isso, muitos projetos são realizados no próprio laboratório.

Rápido 900, 2016

“A gente pensa em conteúdos audiovisuais que podem ser replicados em várias plataformas”, afirma Almas, como celular, computador, tablet, televisão, entre outros. “E as multitelas são as diversas maneiras que você trabalha com telas para a exibição do conteúdo”, explica. Elas podem ser também uma plataforma, como os celulares e as televisões. Mas uma projeção em um lugar inusitado, como prédio e rua, também transforma esses locais em telas. “A pesquisa engloba tudo isso que a gente chama de cinema expandido, televisão expandida ou audiovisual expandido”.

Corpo Cinesis, 2017

Um projeto dentro do LabArteMídia é o Observatório de Televisão Digital e Convergência Tecnológica (OBTED), que conta com parceria do Núcleo Diversitas, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). O objetivo do observatório é acompanhar o cenário de implantação na TV digital no Brasil e refletir sobre tecnologias de comunicação, linguagens e conteúdos de televisão na era de produção digital em massa.

O grupo de pesquisa ainda conta com parceria do curso de Design da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU), e do Centro Interdisciplinar em Tecnologias Interativas, da Escola Politécnica (EP).

Serviço:
Palavas Cruzadas: Lugares de Fala Contemporâneos

Data: de 20 de setembro a 23 de dezembro
Abertura: dia 20 de setembro, às 19h30
Visitação: das 10h às 21h30, de terça a sexta-feira; das 10h às 20h30, aos sábados; e das 10h às 18h30, domingos e feriados.
Local: Hall dos Elevadores - Sesc Vila Mariana (Rua Pelotas, 141)

 

Texto: Mirella Coelho
Foto de capa: 
Lyara Oliveira