Oportunidades de Intercâmbio e pesquisa na França

A Escola de Comunicações e Artes realizou segunda-feira (26) uma palestra sobre as oportunidades de intercâmbio e pesquisa na Universidade de Provence, na França. O convidado foi o professor Philippe Hert, Diretor do Departamento de Comunicações da Universidade de Provence. O evento foi organizado pela Comissão de Relações Internacionais (CRInt) e pela professora Roseli Fígaro, do Departamento de Comunicações e Artes (CCA).
 
O professor concedeu uma entrevista o Laboratório Agência de Comunicação (LAC).
 
O professor Philippe buscou nesta visita consolidar  um convênio entre a Universidade de Provence e a ECA,  bem como resolver detalhes desse acordo, tendo em vista as diferenças estruturais no ensino.
 
Diferenças estruturais no ensino francês e brasileiro
 
O aluno de master na França,  que vier para a USP, pode cursar apenas disciplinas da graduação, uma vez que  master não é um mestrado, mas sim uma continuação da Graduação.
 
Comparativo do ensino superior no Brasil e na França

Brasil

Graduação - 4 a 6 anos
Mestrado – 2,5 a 3 anos
Doutorado – 4 anos
França
Licence – 3 anos
Master – 1 ou 2 anos
Doutorado – 4 anos
 
A comunicação como transversalidade
 
O doutorado na Universidade de Provence está vinculado ao tema específico do projeto de pesquisa e não à comunicação em si, que é transversal aos campos de antropologia, sociologia, filosofia, história, entre outros. Esta convergência metodológica entre as diversas áreas é uma inovação da Universidade de Provence, já que de acordo com o professor Philippe, esta transversalidade não é comum na França. “É uma mistura da ECA com a FFLCH”, definiu a jornalista Elenildes Dantas, que terminou o mestrado na ECA e está interessada neste doutorado e achou interessante esta pluralidade.
 
Mediações Culturais
 
Além das graduações das áreas de artes e comunicações existentes na ECA, o professor Philippe apresentou o curso de Mediações Culturais, uma graduação que forma profissionais para atuar nas áreas de artes , como cinema, teatro, música e artes plásticas.  O curso forma especialistas em artes, e  não artistas, que podem trabalhar em museus e como críticos de artes, além de atuar nas áreas de licenciatura e pesquisa.
 
Informações sobre a bolsa de estudos
 
A professora Roseli Figaro atuou como mediadora da palestra enfatizando a importância deste convênio, que visa abrir linhas de pesquisa entre a Universidade de Provence e a ECA,  além de promover o intercâmbio de alunos e professores.

O acordo prevê bolsa de estudos para dois alunos de graduação da ECA por ano. São 600 euros mensais para ajudar o estudante com as taxas da universidade, moradia e alimentação. A negociação deve ser finalizada nas próximas semanas. As inscrições serão abertas no primeiro semestre do próximo ano.

(Por Carolina Nehring)