39º Prêmio Vladimir Herzog divulga programação

O Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos promove nos dias 30 e 31 de outubro uma extensão programação para celebrar a 39ª edição da premiação, que busca reconhecer reportagens que colaboram com a promoção da democracia, da cidadania e dos direitos humanos e sociais. Será realizada uma roda de conversa e a exibição de reportagens, além da premiação dos jornalistas e artistas vencedores deste ano.

Nos dias 30 e 31 de outubro, acontece o Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão, destinado a estudantes de jornalismo de todo o Brasil. Em sua nona edição, o prêmio tem como tema a violência contra as mulheres. Ao todo, 110 equipes enviaram suas propostas de pauta e as dez melhores foram selecionadas para produzirem suas reportagens sob a orientação de um professor da instituição de ensino a qual está vinculada e de um jornalista mentor indicado pelo Instituto Vladimir Herzog. As reportagens produzidas serão apresentadas no dia 30 de outubro, às 13h30, em audição pública na Câmara Municipal de São Paulo. No dia seguinte, às 14h, durante roda de conversa no Tucarena, as equipes estudantis vencedoras serão diplomadas.

Iniciativa pioneira na história de um prêmio jornalístico no Brasil, as rodas de conversa com os ganhadores do Prêmio Vladimir Herzog são organizadas, desde a primeira edição, pelos jornalistas Sergio Gomes e Aldo Quiroga, com mediação de Angelina Nunes e Paulo Oliveira. O propósito do encontro é incentivar a troca de experiências e compartilhar os bastidores das matérias premiadas. Neste ano, a sexta edição do evento acontece no Tucarena, no dia 31 de outubro, das 14h às 18h.

Encerrando a programação, acontece a cerimônia de premiação do 39º Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos também na terça-feira, dia 31, a partir das 20h. Além da premiação aos jornalistas e artistas vencedores, o evento também irá homenagear, com o Prêmio Vladimir Herzog Especial, Rose Nogueira, Dom Paulo Evaristo Arns (in memoriam) e Tim Lopes (in memoriam). Também será homenageado o jornalista Fernando Pacheco Jordão, um dos responsáveis pela denúncia pública do assassinato de Vladimir Herzog.

O 39º Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos é promovido e organizado por uma comissão constituída pela ECA e pelas seguintes entidades: Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo, Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (ABRAJI), Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil (UNIC Rio), Coletivo Periferia em Movimento, Instituto Vladimir Herzog, Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Nacional, Ordem dos Advogados do Brasil – Secção São Paulo, Conectas Direitos Humanos, Ouvidoria da Polícia do Estado de São Paulo e Sociedade Brasileira dos Estudos Interdisciplinares da Comunicação (INTERCOM).

Serviço:

Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão  Audição pública
Data: 30 de outubro
Horário: 13h30
Local: Câmara Municipal de São Paulo
Endereço: Viaduto Jacareí, 100, Bela Vista, São Paulo

Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão  Diplomação das equipes estudantis vencedoras
Data: 31 de outubro 
Horário: 14h

Roda de conversa
Data: 31 de outubro
Horário: 14h

Cerimônia de premiação
Data: 31 de outubro
Horário: 20h

Local: Tucarena (Rua Monte Alegre, 1024, Perdizes, São Paulo)