Aluna de Biblioteconomia tem TCC premiado pela Abecin 2019

Renata Fernandes Veloso Baralle obteve a primeira colocação entre os TCCs da região sudeste

 

Anualmente, a Associação Brasileira de Educação em Ciência da Informação (Abecin) realiza um concurso que premia os melhores Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) de todas as regiões do Brasil, nas áreas de Arquivologia, Biblioteconomia, Ciência da Informação, Gestão da Informação e Museologia.

Neste ano, Renata Fernandes Veloso Baralle, aluna de Biblioteconomia, recebeu a primeira colocação da região sudeste com o seu trabalho, intitulado O livro de fotografia no contexto da Biblioteconomia: o caso da Biblioteca de Fotografia do Instituto Moreira Salles. O TCC contou com a orientação do docente Marivalde Moacir Francelin, do Departamento de Informação e Cultura (CBD).

Renata afirma que foi muito gratificante ter recebido a notícia do prêmio e que, apesar de saber que tinha chances em razão do tema inédito, ficou muito surpresa. Ela conta que, embora tivesse ciência do concurso, só objetivava fazer um bom trabalho; no entanto, satisfeita com a sua produção, declara: “é muito bom ter um esforço gigantesco reconhecido pela comunidade acadêmica. Sinal de que buscar se superar sempre vale a pena”.

Biblioteca do Instituto Moreira Salles. Foto: Pedro Vannucchi/ Instituto Moreira Salles

Acerca do tema de sua pesquisa, a aluna conta que a motivação veio de uma curiosidade em saber como o público utilizava o catálogo de livros da biblioteca. Além disso, reitera que “por ser aberta ao público, a biblioteca do IMS se mostrou o ambiente ideal para um estudo de campo aplicado e consonante com o currículo do curso”.

Renata acredita que “a investigação de temas da vida real no âmbito acadêmico é essencial para o aprimoramento das práticas cotidianas”. Agora, ela se mostra muito empolgada para atrelar a teoria à prática, isto é, aplicar num trabalho real os ensinamentos da graduação.

Por fim, a graduanda confirma que enfrentou desafios ao longo do processo de realização do trabalho, principalmente no que se refere à transformação das informações levantadas em um “objeto autônomo que tenha o seu próprio sentido”. Para isso, ela ressalta que a orientação do professor teve um papel central para auxiliá-la na superação de todas as dificuldades.