Alunas do CRP vencem o Desafio Youse 2018, da premiação Effie College

A vontade de participar de uma competição antes do fim da graduação sempre existiu. Por isso, logo que a Effie College lançou o desafio, as alunas do último semestre de publicidade e propaganda Caroline Oliveira de Carvalho, Júlia Tetsuya da Silva e Maria Cecilia Morais Martins, animaram-se para candidatura. Foi assim que a campanha das estudantes, A Youse eliminou tudo o que você não precisa para você ter muito mais, venceu o Desafio Youse 2018, com a tutoria de Bruno Pompeu.

A premiação Effie College existe desde 2009 nos Estados Unidos e veio para o Brasil em 2017, com o objetivo de reconhecer, inspirar, educar e engajar os profissionais de marketing e de comunicação do futuro.


A premiação aconteceu no dia 31 de outubro, no Teatro Santander. Foto: Divulgação/Effie College

Apesar da animação inicial, Caroline Oliveira afirma que ficaram receosas por talvez não conseguirem conciliar com os trabalhos do final do curso. “Quase em cima da hora, decidimos que íamos sim participar e nos dedicar, mas concordamos que tinha que ser um processo leve, divertido, sem pressão, em que faríamos algo por acreditarmos e gostarmos da ideia”, diz.

A atividade também era desafiadora, segundo a aluna, já que era necessário falar com os jovens sobre a seguradora Youse, “pessoas que, em tempos de Uber, Airbnb e Nubank, não querem ter compromissos fixos, coisas definitivas e, muito menos, bens para assegurar”. Por isso, elas investigaram esse público e, ainda, o grupo de pessoas que têm bens e que estão insatisfeitos com as empresas tradicionais do ramo, tidas como mais burocráticas.

A solução encontrada pelas estudantes, com o auxílio de Bruno Pompeu, foi inspirada na campanha Think Small, do automóvel Fusca, “no sentido de assumir algo que poderia soar uma desvantagem como o principal benefício para o consumidor”, afirma Caroline. Isso porque, para as pessoas que têm o perfil mais inovador, “ter bens e querer assegurá-los diz mais sobre um momento da vida do que sobre uma postura definitiva”, sendo assim, algum dia essas pessoas vão querer possuir bens. Por isso elas ressaltaram, na campanha, o que a Youse não tem: “ela não tem papelada, não tem burocracias, não tem demora”. 


Nos anos 60, Bill Bernbach usou o pensamento que permeava nos Estados Unidos de “pense grande” para a propaganda do Fusca com frases como “Pense pequeno” e “É feio, mas te leva lá”

Elas desenvolveram peças de mídia externa, comerciais para TV, Youtube e rádio, posts patrocinados, stories do Instagram com influenciadores e ativações, por exemplo, comprar as mídias na baldeação entre as estações Paulista e Consolação e colocar um anúncio clean com a frase "A Youse eliminou tudo o que você não precisa pra você ter muito mais". “Em todas elas brincando com a ideia de que o dia-a-dia e a vida podem ser mais fáceis”, explica Caroline.


Duas peças desenvolvidas para a campanha A Youse eliminou tudo o que você não precisa para você ter muito mais

Bruno Pompeu acredita que as alunas entenderam bem o briefing, que foi comunicado por um vídeo de quase uma hora. Além disso, “elas conseguiram trazer uma produção estratégica muito bem construída junto da parte criativa”. Ele afirma que o curso da ECA permite esse diferencial, pois a formação teórica "transforma-se em qualidade, profundidade no mercado e, no caso desse concurso, diferenciação”.

Caroline conta que o conheceu no quinto semestre, quando teve que cursar uma disciplina no período noturno. “Como decidimos nos inscrever em cima da hora, fomos falar com ele também em cima da hora, mas ao mesmo tempo muito seguras em entrar nessa com ele”, declara.

O publicitário, mestre e doutor em Ciências da Comunicação pela USP, estava familiarizado com o desafio, já que foi tutor de um dos grupos vencedores do Effie College de 2017. “Ele é um professor muito próximo, muito disponível, o que facilitou as trocas ao longo da resolução. Além disso, ele é atencioso, tanto que não tivemos nenhum encontro presencial por causa das nossas agendas, mas quando precisamos mandar vários ‘textões'”, explica, “ele respondeu e nos ajudou com as questões”.

Texto: Mirella Coelho
Foto de capa: Bruno Pompeu