Aluno de piano é premiado em competição internacional

Lucas Thomazinho, aluno do terceiro ano do Departamento de Música (CMU), foi premiado com o 2º lugar do I Teresa Carreño International Master Piano Competition, que ocorreu entre os dias 4 e 10 de maio em Miami, nos Estados Unidos. A competição, que visa promover o nome da compositora venezuelana Teresa Carreño e de outros músicos latino-americanos, além de incentivar a carreira de jovens pianistas, premiou ainda outro brasileiro com o primeiro lugar.

Estudante do Bacharelado em Música, sob orientação do professor Eduardo Monteiro, Lucas tem contato com o piano desde jovem: além de ambos os seus pais tocarem o instrumento, aos 8 anos começou a fazer aulas na Fundação Magda Tagliaferro, com bolsa integral.

A participação nos concursos de piano também vem desde cedo: já aos nove anos, venceu o Concurso Nacional de Piano Art Livre de São Paulo e, nos últimos anos, dedica-se aos internacionais, tendo sido premiado XVIII Santa Cecilia International Piano Competition, em Portugal, no PIANALE International Piano Academy & Competition, na Alemanha e no BNDES International Piano Competition, no Brasil. “A maior parte dos pianistas que hoje se destacam no cenário mundial passaram por concursos. Um concurso oferece inúmeros benefícios como a oportunidade de tocar com orquestras, de fazer música de câmara, assim como prêmios aos vencedores e oportunidades para concertos”, conta.

Lucas Thomazinho, do CMU, ficou em 2º lugar no I Teresa Carreño International Master Piano Competition

Para chegar a final da competição Teresa Carreño, Lucas passou por várias fases de seleção. Primeiramente, enviou um recital em vídeo para os organizadores, os quais selecionaram, entre inscritos do mundo todo, dezessete pianistas para a fase preliminar. Já em Miami, a fase eliminatória reduziu os competidores a cinco, que na semifinal apresentaram-se com um recital solo e um quinteto, junto à um quarteto de cordas. Na final, Lucas executou, junto à uma orquestra, o Concerto nº3 de Prokofiev, o que lhe rendeu o segundo prêmio.

Como um dos vencedores, Lucas recebeu prêmios em dinheiro e a oportunidade de gravar um CD com repertórios solo escolhidos, embora ainda não tenha sido discutido como se dará a gravação. De qualquer modo, ele se prepara para lançar, ainda esse ano, seu primeiro CD, pelo selo KNS Classical, que contará com obras de Czerny, Liszt, Ravel, Carlos Gomes e Guarnieri. Além do CD, para o futuro, Lucas foca em “terminar o bacharelado, começar um mestrado e se desenvolver cada vez mais explorando esse universo que é a música”.

Mais informações sobre a competição podem ser encontradas no site

Texto: Victória Martins

Fotos: Heloisa Bortz