Andréia Nhur é indicada ao prêmio APCA de dança de 2017

O Pró-Posição, grupo de dança de Andréia Nhur, professora do Departamento de Artes Cênicas (CAC), foi indicado ao prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) de dança, na seleção do primeiro semestre de 2017, pelo espetáculo Peças Fáceis - Plataforma Sonorocoreográfica, que concorre na categoria de Espetáculo - EstreiaÉ a terceira vez que Andréia Nhur concorre ao prêmio APCA, tendo ganhado em 2013 a vertente de dança e sido indicada, em 2015, à premiação de teatro, como melhor atriz.

Em Peças Fáceis, Andréia Nhur e sua mãe, Janice Vieira, uma das pioneiras da dança contemporânea no Brasil, criam peças musicais que expressam a memória e a nostalgia no som e na coreografia, conceito denominado pelas artistas de plataforma sonorocoreográfica. O trabalho dialoga com algumas composições barrocas de J.S Bach e C. Petzold, executados em violão e pandeiro por Andréia e castanholas e acordeom por Janice. Diversos outros artistas colaboram com o projeto.

O espetáculo concorre, por enquanto, com Guarde-me, da Márcia Milhazes Companhia de Dança e Obrigado por Vir, da Key Zetta & Cia. e convidados. Em novembro, será revelada a lista de indicados do segundo semestre, e a premiação acontecerá em dezembro. Na categoria APCA Dança, serão premiados outros espetáculos de mais cinco categorias, Espetáculo - Não Estreia, Coreografia/Criação, Interpretação, Prêmio Técnico e Projeto/Programa/Difusão/Memória.

O troféu APCA premia anualmente os melhores em Arquitetura, Artes Visuais, Cinema, Dança, Literatura, Música Erudita, Moda, Música Popular, Rádio, Teatro, Teatro Infantil e Televisão.