Como realizar intercâmbio acadêmico pela ECA?

A entrada na ECA abre portas para muitas possibilidades. Uma delas é o intercâmbio acadêmico com instituições de várias partes do mundo. Por vezes, o processo pode parecer complicado e gerar muitas dúvidas. Para isso, o aluno conta com o auxílio da Comissão de Relações Internacionais (CRInt), que será um bom suporte para os ingressantes que pretendem realizar mobilidade internacional.

Há duas possibilidades para que o aluno da USP realize um intercâmbio: via Agência USP de Cooperação Acadêmica Nacional e Internacional (AUCANI) ou por meio dos editais de sua unidade. Em ambas as modalidades, a CRInt é a responsável por lidar com os trâmites para que o aluno possa viajar sem deixar pendências acadêmicas. 

No caso dos editais da AUCANI, é esse o órgão responsável pelo convênio com a universidade estrangeira, mas, de todo modo, após aprovado, o aluno precisará do auxílio da Comissão de sua unidade. 

Já no caso dos editais da ECA, a CRInt cuida de todo o processo, desde o lançamento do edital até a ida do aluno para a universidade estrangeira. Para ver quais são as instituições conveniadas com a ECA, é só acessar o link. Algumas têm convênios específicos com alguns departamentos. Por exemplo, alunos de Artes podem estudar na Université Paris 8, mas não alunos de outros cursos. 

E o idioma?  

Uma das condições para estudar em países não lusófonos é dominar o idioma estrangeiro. Algumas universidades pedem a comprovação de nível intermediário, podendo exigir um certificado de proficiência internacional ou não. Cada um dos casos deve ser avaliado de acordo com a instituição. 

No caso da ECA, a maioria das instituições conveniadas não exige a comprovação por meio de exames de proficiência como o Cambridge ou o TOEFL (no caso do inglês), mas ainda assim é preciso comprovar o domínio do idioma por meio de certificados de conclusão de nível intermediário emitidas por Escolas de Idiomas. É importante que o aluno entenda a importância da boa compreensão da língua para que possa aproveitar bem as oportunidades oferecidas fora do país. 

Foto: Pexels

Como se candidatar?

Os editais da ECA com maior número de vagas são lançados duas vezes por ano. No entanto, ao longo dos semestres, outros editais menores também são lançados. Os anúncios são feitos através do site e das redes sociais da CRInt e da ECA, assim como no perfil da CRInt no Instagram. O aluno precisa ficar atento aos prazos pois, em geral, o edital fica aberto por cerca de 2 ou 3 semanas. 

Para conferir os documentos na íntegra, acesse o Sistema Mundus. Nele, é possível filtrar o tipo de convênio, a unidade de origem do interessado e se o edital está com inscrições abertas.

Além do idioma estrangeiro, existem alguns outros pré-requisitos para se inscrever: é necessário apresentar uma média ponderada superior a 7, não ter pendências por reprovações em disciplinas obrigatórias do curso e ter completado no mínimo dois semestres e 20% do total de créditos do curso atual (incluindo obrigatórias, optativas livres e eletivas). Por isso, quem acaba de ingressar na ECA ainda deve esperar um pouco para poder aproveitar essa oportunidade. 

Dependendo do edital, podem haver ainda outras exigências e requisitos, assim como outros documentos a serem apresentados. Por essa razão, cada edital deve ser lido atentamente pelo aluno que deseja realizar o intercâmbio. 

Ainda tenho dúvidas. O que fazer?

A CRInt é onde você deve ir para tirar todas as dúvidas relacionadas à mobilidade internacional. Ela está localizada no 1º andar do prédio central e tem os seguintes horários de atendimento: segundas, quartas e sextas, das 13h às 17h, e terças e quintas, das 9h às 13h. Você também pode enviar um e-mail