Corpo:

Esta é a última semana para submissão de trabalhos para o 1º Congresso de Ensino em Comunicação, Informações e Artes.  Os interessados que tiverem pesquisas prontas ou em andamento devem enviar seus trabalhos pela página do evento até o dia 26 de agosto. 

O congresso acontece dos dias 16 a 18 de outubro e já tem alguns conferencistas confirmados. O professor Christian Dunker, do Instituto de Psicologia, abre a programação com uma conferência sobre escuta e educação. Os professores da Faculdade de Educação, Marcos Ferreira dos Santos e Marcos Neira, também realizam palestras nos dias 17 e 18, respectivamente. 

Para aqueles que irão submeter trabalhos no congresso, inicialmente não é necessário realizar inscrição. O evento é indicado também para alunos de graduação e pós-graduação, funcionários e docentes da USP e de outras instituições de ensino superior.

Corpo:

O professor Mario Rodrigues Videira Júnior, do Departamento de Música (CMU), recebeu o prêmio Excelência para Novas Lideranças em Pesquisa na USP, concedido pela Pró-reitoria de Pesquisa. O docente foi o escolhido na grande área do conhecimento de Linguística, Letras e Artes, uma das oito que constavam no edital. 

Mario Videira recebeu o prêmio devido à sua “singular contribuição para o desenvolvimento e consolidação do campo da Filosofia da Música no panorama acadêmico brasileiro”. Professor do CMU desde 2012, Videira desenvolve pesquisas sobre estética musical, filosofia e literatura alemãs e práticas interpretativas. Atualmente, também é vice-presidente da Comissão de Pós-Graduação da ECA.

O prêmio Excelência para Novas Lideranças em Pesquisa contempla docentes de no máximo 40 anos de idade que se destacam pelo impacto de suas pesquisas. Além de um certificado, os docentes selecionados recebem um prêmio no valor de 15 mil reais, concedido em parceria com o Banco Santander. 

A comissão avaliadora analisou pesquisas de diversas áreas do conhecimento, tanto da USP como de outras universidades. Ao todo, foram 37 inscritos e oito premiados nas áreas de Ciências Agrárias; Ciências Biológicas; Ciências da Saúde; Ciências Exatas e da Terra; Ciências Humanas; Ciências Sociais Aplicadas; Engenharias e Linguística, Letras e Artes.

A cerimônia de premiação acontece no dia 30 de outubro, na sala do Conselho Universitário.


Mário Videira, do CMU, recebeu o prêmio Excelência para Novas Lideranças em Pesquisa na USP. Foto: Reprodução

Corpo:

No dia 15 de agosto, às 14h, houve o lançamento do livro Entre comunicação e mediações: visões teóricas e empíricas, organizado pelos professores Eneus Trindade, do Departamento de Relações Públicas, Propaganda e Turismo (CRP), Mário Luiz Fernandes (Universidade Federal do Mato Grosso do Sul) e Juciano de Sousa Lacerda (Universidade Federal do Rio Grande do Norte). A  obra é fruto do Programa de Cooperação Acadêmica (PROCAD) entre os Programas de Pós-Graduação em Comunicação de USP, UFMS e UFRN.  O livro traz contribuições de autores do Programa de Pós-graduação em Ciências da Comunicação (PPGCOM), como Maria Immacolata Vassalo de Lopes, Clotilde Perez, Roseli Figaro, Luciano Victor Barros Maluly e Maria Cristina Mungioli, além de outros autores da UFMS e UFRN. A  publicação é feita em co-edição com a Editora da Universidade Estadual da Paraíba (EDUEPB) e foi lançada durante o II Seminário Internacional PROCAD Capes Comunicação e Mediações - USP, UFRN, UFMS: mediações, estudos visuais e humanismo latino-americano, ministrado pelo professor Fernando Contreras, da Universidade de Sevilha, Espanha.

O livro abrange o trabalho acadêmico que as Universidades realizam juntas e traz autoras e autores que têm se distinguido na investigação da comunicação no Brasil e na América Latina, ao mesmo tempo em que pesquisadoras e pesquisadores jovens vêm abrindo trilhas importantes de cultura investigativa. A publicação também possui a participação do pesquisador mexicano Raúl Fuentes Navarro, professor emérito da Universidade Jesuíta de Guadalajara, construtor do maior banco de dados acadêmico sobre a pesquisa em comunicação no seu país, o CCDOC Iteso, além de ser produtor de trabalhos de referência sobre o campo, sobretudo, na sistematização do estado da pesquisa em comunicação na região. 

Dividida em três partes, a obra traz um panorama da comunicação como ferramenta de mediação. A primeira parte, Visões teóricas: entre comunicação e mediações, está composta por artigos que defendem a possibilidade das mediações culturais como um modelo teórico que dá conta de explicar fenômenos comunicacionais. Já a segunda parte, Entre comunicação e mediações: o local como mediação, tem como foco os trabalhos em contexto brasileiro, bem como produtos culturais nacionais que se refletem nas institucionalidades das empresas de comunicação do país. E por último, na terceira parte do livro, Entre comunicação e mediações: as mediações nos locais, discutem-se os fenômenos das mediações comunicacionais nos contextos locais. Acesse na íntegra aqui

Eneus Trindade, um dos organizadores da publicação, destaca em um dos trechos do livro como mediação e midiatização andam lado a lado. Além disso, reflete sobre a potência das mídias em impactar a sociedade de um modo geral: "a midiatização percebe nas apropriações do sujeito uma estrutura que depende de contextos, temporalidades e uma lógica institucional/ ideológica que via interações, por meio de dispositivos comunicacionais, mobilizam padrões culturais, práticas de sociabilidade, institucionalizam lógicas políticas, crenças e percepções. Parece que as mediações respondem sobre o que as pessoas fazem com a comunicação. E a midiatização responde às questões sobre quais tipos de operações, estruturas e processos lógicos que as mídias instituem valores nas culturas e sociedades."


Eneus Trindade é um organizadores do livro lançado durante o seminário internacional. Foto: Ricardo Alexino Ferreira

Sobre o PROCAD

O Programa de Cooperação Acadêmica (PROCAD) é financiado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e vincula três programas de pós-graduação em comunicação, visando o intercâmbio e o desenvolvimento mútuo das instituições envolvidas, que são: USP, com o Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação (PPGCOM), Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), com o Programa de Pós-Graduação em Estudo da Mídia (PPGEM) e Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, com o Programa de Pós-Graduação em Comunicação (PPGCOM). 

O PROCAD trabalha a temática das mediações, buscando o aperfeiçoamento contínuo do ensino e pesquisa, além de formulações teórico-metodológicas centradas à compreensão das produções culturais midiáticas e processos comunicacionais nas regiões a partir do eixo de pesquisa em foco. 

Um ponto importante é que ele se configura como uma oportunidade de partilha de conhecimentos das múltiplas linhas de pesquisa dos programas de pós-graduação envolvidos, e também com intercâmbios de docentes e alunos a partir das missões e encontros, possibilitando o desenvolvimento e transformação de recursos humanos com alta qualidade. Também visa criar condições para a elevação geral da qualidade do ensino superior e da pós-graduação.

Clique aqui e conheça um pouco mais sobre o programa, tendo acesso às temáticas das pesquisas em andamento. 

 

 

 

Corpo:

Nos dias 16 e 17 de agosto, o professor Gil Jardim, do Departamento de Música (CMU), regeu o espetáculo multimídia Voos de Villa – Impressões Rápidas sobre Todo o Brasil, baseado na música de Heitor Villa-Lobos. Além do maestro, outros docentes do departamento – Alexandre Ficarelli, Donizetti Fonseca, Fabio Cury e Eliane Tokeshi – também participaram do concerto.

A apresentação feita no Auditório Ibirapuera foi recentemente reverenciada pelo jornalista e crítico musical José Marcos Coelho. Em matéria especial para o jornal O Estado de São Paulo, o autor escreve: 

Jamais os ruídos, ou melhor, as melodias maravilhosas do universo da floresta invadiram os ouvidos do público de modo tão impactante e atual, insisto. 

Esse é um espetáculo-manifesto. Manifesto em defesa da floresta. Manifesto em defesa da música de invenção. Manifesto que prova, a quem queira enxergar, que a música tem sim o poder de influir e contribuir para o debate das grandes questões do País.

No texto, o crítico ressalta a importância do trabalho de Gil Jardim ao resgatar as composições de Heitor Villa-Lobos, demonstrando a atualidade de sua obra. 



Professor Gil Jardim. Foto: Marcos Santos

Corpo:

Nos meses de setembro, outubro e novembro, o Núcleo de Comunicação e Educação (NCE) promoverá cursos gratuitos de vários temas nas áreas de tecnologia e educomunicação. A iniciativa, chamada Cursos 2019, vem com a proposta de ajudar o público a lidar com mídias sociais, produção audiovisual, edição de áudio e com a Base Nacional Comum Curricular. 

Com carga horária variada, as aulas de cada formação serão semanais. As inscrições devem ser feitas pelos links oferecidos na página de cada curso. As vagas são limitadas. 

O primeiro curso se inicia no dia 16 de setembro, com enfoque em edição de áudio intermediária, usando o programa Audacity.

Eventuais dúvidas devem ser enviadas ao NCE