Conexão Pós publica carta aberta em defesa da ciência e do caráter coletivo da pesquisa acadêmica

Documento foi elaborado durante encontro que reuniu pesquisadores do Programa de Pós-graduação em Ciências da Comunicação (PPGCOM)

 

Durante os dias 14 e 15 de dezembro aconteceu a edição 2020 do Conexão Pós, evento que reúne pesquisadores do Programa de Pós-graduação em Ciências da Comunicação (PPGCOM) para divulgar e debater os estudos da área. Com o tema Desafios Contemporâneos da Pesquisa, o encontro abordou o papel da pesquisa acadêmica diante de questões como a pandemia, a desinformação nas redes e as ameaças ao regime democrático.

Um dos resultados das discussões realizadas ao longo do evento é a carta aberta reproduzida a seguir e também disponível no site do Conexão Pós 2020: 

 

Carta Aberta do Conexão Pós

 

Vivemos um período singular da história da humanidade em que mudanças são aceleradas por fenômenos como o que vivemos este ano com a pandemia do coronavírus que nos impulsionou a fazer tudo o que fazíamos antes de maneira diferente. São momentos como estes que auxiliam a sociedade a perceber a importância da pesquisa, da ciência e da tecnologia.

Fazer pesquisa é, antes de qualquer coisa, pensar coletivo, contribuir com os avanços para um rumo civilizacional desenvolvido e justo.

A nossa área tem muitas contribuições com este objetivo. A comunicação faz a mediação, auxilia, estimula e movimenta outros fenômenos. Vimos isso com o digital atravessando ainda mais diferentes áreas durante o período de isolamento social.

Mais do que lives, webinares, reuniões no Zoom, aulas no ‘classroom’, encontros no Meet, vimos este momento de crise sanitária catalisar transformações que estão relacionadas à plataformização de estruturas societais que reforçam o papel das comunicações, das ciências da comunicação e consequentemente de seus pesquisadores e pesquisadoras.

É dentro deste cenário que afirmamos o nosso compromisso em batalhar contra o rebaixamento da ciência que assombra o País, assim como o nosso dever de defender recursos para educação, a autonomia universitária, o tripé ensino-pesquisa e extensão. Também reafirmamos o nosso compromisso com a democratização da universidade para que ela seja tão plural quanto o povo brasileiro.

Tal função não é fácil. Nós sabemos que precisamos encarar a lógica produtivista acadêmica ao mesmo tempo que devemos prestar contas à sociedade do que fazemos na universidade. Temos que enfrentar o adoecimento de muitos colegas que padecem com crises de ansiedade, depressão, entre outras doenças que, infelizmente, fazem parte do cotidiano acadêmico.

É por isso que a solidão na pesquisa não nos cabe. Toda pesquisa é elaborada de maneira coletiva. Diante disso, queremos fazer conexões também com os egressos do programa que já atuam no mundo do trabalho, incentivar a organização dos grupos de pesquisa e estimular ainda mais a participação discente em congressos acadêmicos.

Fazemos um chamado a todas e todos os alunos para que ocupem (assim que a pandemia estiver resolvida) todos os espaços da ECA para que possamos criar mais saídas coletivas para as questões encontradas nos trajetos de nossas pesquisas e para que juntos tenhamos condições de deixar as aflições que vivemos hoje no tempo passado de aprendizado.
  
 

Comissão organizadora do Conexão Pós
15 de dezembro de 2020