Congregação escolhe representantes da ECA ao Prêmio USP Trajetória pela Inovação

Em reunião realizada no dia 30 de agosto, a Congregação da ECA indicou os professores Ismar de Oliveira Soares, do Departamento de Comunicações e Artes (CCA), e George Olivier Toni (in memorian), do Departamento de Música (CMU), para representarem a Escola na primeira edição do Prêmio USP Trajetória pela Inovação. O objetivo do prêmio é reconhecer e valorizar as ações dos docentes da USP que se destacaram, ao longo de suas atividades acadêmicas, na produção de inovações científicas, tecnológicas ou culturais, contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico do país.

Segundo o regulamento podem ser indicados ao prêmio um docente ativo ou aposentado da Universidade, e um docente in memoriam, como é o caso do professor Olivier Toni, falecido em março deste ano. Desde julho, a Comissão de Pesquisa recebeu sugestões de professores de diversos Departamentos da ECA e, ao final do processo, coube à Congregação a escolha dos professores que representarão a escola na premiação.

Os professores Olivier Toni e Ismar de Oliveira Soares foram indicados pela ECA para concorrer ao Prêmio USP Trajetória pela Inovação

Professor titular sênior do Departamento de Comunicações e Artes (CCA), Ismar de Oliveira Soares é a principal referência nos estudos de educomunicação do Brasil, tendo escrito mais de 50 artigos sobre o tema. Coordenou, de 1996 a 2014, o Núcleo de Comunicação e Educação (NCE). Promoveu, em 2002, o projeto Educom.TV, curso destinado à formação de dois mil professores do Estado de São Paulo. Entre 2001 e 2004, coordenou o projeto Educom.rádio, responsável pela formação de 11 mil professores e alunos da rede municipal de ensino de São Paulo. Também coordenou a implementação da Licenciatura em Educomunicação na ECA, em 2011.

Professor titular e emérito do Departamento de Música (CMU), Olivier Toni esteve à frente de iniciativas pioneiras para o ensino de música no Brasil. Integrou a Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, foi membro fundador da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo e criador da Escola Municipal de Música de São Paulo. Na ECA, fundou o Departamento de Música (1970), sendo responsável à época pela estruturação do curso de Música, e a Orquestra de Câmara da ECA-USP (1995), que hoje é referência na formação de jovens instrumentistas.

Os indicados serão avaliados pelo Conselho de Pesquisa, que escolherá cinco homenageados.  A solenidade de premiação acontece no dia 28 de fevereiro de 2018.

Mais informações no site da Agência USP de Inovação.