ECA renova convênio com universidade colombiana

A Comissão de Relações Internacionais (CRInt) da ECA renovou convênio com a  Facultad de Ciencias de la Educación da Universidad Tecnológica de Pereira, pertencente a Universidad Tecnológica de Pereira (UTP) e localizada na cidade de Pereira, na Colômbia. A renovação está vigente até setembro de 2023, coordenada agora pelo docente Marciel Aparecido Consani, do Departamento de Comunicações e Artes (CCA).


A Facultad de Ciencias de la Educación fica na cidade Pereira na Colômbia. Foto: Divulgação/UTP

O programa de intercâmbio contempla as áreas de comunicações, artes, música e turismo para graduandos, pós-graduandos, docentes, pesquisadores e da equipe técnico-administrativa. A universidade possui dois departamentos nos quais podem ser feitas as disciplinas de intercâmbio, a Escuela de Español y Comunicación Audiovisual, focada em comunicação, literatura, audiovisual e educação e a Escuela de Ciencias Sociales, focada em sociologia, antropologia, história e política.

De acordo com o coordenador Marciel Consani, os cursos oferecidos na universidade têm muitos pontos em comum com a Educomunicação, curso de graduação ofercido pelo CCA. As grades curriculares abordam audiovisual, produção de mídia na educação, cultura visual e etnoeducação. Na Colômbia, o curso é chamado de Licenciatura em Tecnologia com ênfase em Comunicação e Informação Educativa. Consani contou ainda que, por meio desse contato feito pelo convênio, serão realizadas aulas à distância com os alunos de Educomunicação e os professores da UTP. O objetivo é estabelecer cada vez mais networkings com universidades da América Latina, internacionalizando o perfil dos alunos.

Na Facultad de Ciencias de la Educación da UTP são oferecidas disciplinas ligadas à fotografia e à produção audiovisual. Foto: Divulgação/UTP

Luana Matsumoto, aluna de Turismo, realizou seu intercâmbio na Facultad de Ciencias de la Educación da UTP em 2015, durante 6 meses. “Ter tido a oportunidade de vivenciar a cultura Colombiana foi um dos maiores presentes em que fui apreciada. Entendi a expressão “cidadã do mundo”, e a levarei comigo enquanto houver a minha existência.”, disse Luana. Acrescentou que viajar para lá é um oportunidade de aproximação, de se enxergar um latinoamericano, reconhecer essa identidade, pois o Brasil está muito a parte do que a América Latina.

Ela conta que ampliou seu repertório com uma incrível bibliografia latinoamericana, e que no Brasil, não há o interesse de conhecê-la e a barreira linguística também prejudica. Segundo Luana, “O mercado de Turismo hoje na Colômbia está muito mais avançado que no Brasil, pensando que a Colômbia viveu um período de violência e que ninguém a visitaria por nada. A gente não tem estudos de caso em como a Colômbia superou esse período e recebe mais visitas que o Brasil.” Ela também elogia a paisagem, a tranquilidade das montanhas, as pessoas boas e as comidas típicas. Para saber um pouco mais sobre a experiência da aluna, acesse aqui o relatório de intercâmbio na íntegra.

 

 

"Esse é um dos principais restaurantes da Universidade. Uma coisa que amo na Colômbia é a cultura do grafite por todas as partes, e na Universidade não é diferente", conta a estudante de turismo Luana Matsumoto, que fez seu intercâmbio na UTP em 2015. Foto: acervo pessoal

 

A expectativa é que o edital seja divulgado no início de 2019, no site do CRInt, entre os meses de fevereiro a março, reabrindo a cada semestre. São propostas três vagas para estudantes de comunicação e três para alunos dos cursos de artes. Informações sobre como se candidatar a uma vaga de intercâmbio acadêmico no exterior estão dispóníveis aqui.