Docente aposentada do CAP cria obra para a praça Milton Santos

Aprovada em setembro pelo Conselho Universitário da USP, foi inaugurada no último dia 12 de dezembro a Praça Milton Santos, localizada no campus Armando Salles de Oliveira, na capital. Milton Santos (1926-2001) foi professor titular do Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, onde recebeu o título de professor emérito. Santos foi um dos principais estudiosos da área, destacando-se por seus estudos sobre o processo de urbanização em países subdesenvolvidos. A praça localiza-se aos arredores da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA), do Centro de Difusão Internacional (CDI) e do Instituto de Relações Internacionais (IRI).  


Projeto de Regina Silveira possui jardins configurados como labirintos e compostos por cercas de vegetação. Foto: Divulgação

O projeto da Praça Milton Santos foi desenvolvido por Regina Silveira, artista plástica e professora aposentada do Departamento de Artes Plásticas (CAP). A docente foi responsável pela obra Mundo, um labirinto criado com 6.200 pés de murtas que se dirigem ao centro da praça, onde se observa uma interferência no piso, em que são representadas pegadas humanas.

A docente explica que escolheu jardins configurados como labirintos, formados por cercas de vegetação, decorrentes de tradição herdada do Renascimento europeu. Já o piso central, com as pegadas humanas, foi construído em porcelanato de duas cores com a técnica de recorte digital. “Considerei que MUNDO seria um bom título para o território das narrativas possíveis de articular entre os labirintos plantados e as pegadas ficcionais. Mas MUNDO é também uma denominação simples e abrangente para referir ao alcance da visão e à vastidão da mente deste grande geógrafo-filósofo que foi Milton Santos”, explica Silveira.


Detalhe das pegadas humanas acumuladas, dispersas à medida que se afastam do centro, para sugerir uma ação coletiva e imaginária que teria deixado marcas e vestígios.​ Foto: Marcos Santos/USP imagens

Graduada em Artes Plásticas pelo Instituto de Artes da UFRGS (1959), Regina Silveira fez mestrado (1980) e doutorado (1984) na ECA. Participou de inúmeras bienais internacionais, entre elas a Bienal de São Paulo (1983 e 1998), a Bienal do Mercosul (2001 e 2011) e a Bienal de Poznan, na Polônia (2012). Dentre algumas exposições realizadas pela artista estão Anos 70: Arte Como Questão no Instituto Tomie Ohtake, São Paulo (2007), Gravura no Campo Expandido e Aberto/Fechado: Caixa e Livro na Arte Brasileira, ambas realizadas na Pinacoteca do Estado de São Paulo (2012).