ECA emite nota de repúdio contra nomeação do novo reitor da UFPB

Documento do Conselho Técnico-Administrativo afirma que decisão "ilegítima e arbitrária fere a autonomia universitária e alinha-se à política de precarização do ensino público e da pesquisa no país"

 

Em reunião realizada no dia 11 de novembro, o Conselho Técnico-Administrativo da ECA aprovou nota de repúdio à nomeação pelo governo federal de Valdiney Gouveia para o cargo de reitor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Gouveia foi o candidato menos votado em consulta à comunidade e não teve nenhum voto no colégio dos Conselhos Superiores da Universidade. Para ver o documento em pdf, clique aqui

Veja abaixo o texto na íntegra:

 

Nota de Repúdio

Nós, professores da Escola de Comunicações e Artes da USP, registramos aqui nosso apoio à mobilização da comunidade da UFPB pela autonomia da instituição

Nos manifestamos contra a nomeação de um Reitor que não foi eleito por nenhum dos critérios vigentes que regulam as eleições da instituição. A comunidade acadêmica da UFPB escolheu a Chapa 2 na consulta eleitoral, elegendo a professora Terezinha Martins. Esta também foi a escolha dos Conselhos Superiores da UFPB.

O professor escolhido pelo ministério da Educação, Valdiney Veloso, contou com apenas 5% de votos na consulta à comunidade e não teve um único voto no colégio dos Conselhos Superiores da instituição. Por esta razão, repudiamos sua nomeação para Reitor da UFPB.

Esta nomeação ilegítima e arbitrária fere a autonomia universitária e alinha-se à política de precarização do ensino público e da pesquisa no país, que vem se impondo nos dois últimos anos. 

Conselho Técnico-Administrativo (CTA) da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP)
Departamento de Artes Cênicas (CAC-ECA-USP)
Comissão dos Direitos Humanos (CDH-ECA-USP)