ECA será homenageada em Prêmio Paulista de Biblioteconomia

A ECA será uma das escolas homenageadas no XII Prêmio Paulista de Biblioteconomia Laura Russo, organizado pelo Conselho Regional de Biblioteconomia de São Paulo 8ª região (CRB-8). Além da homenagem, três trabalhos de pesquisa – duas dissertações e uma tese  desenvolvidos junto ao Programa de Pós-Graduação em Ciências da Informação, serão premiados.

“O curso de Biblioteconomia da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo tem sua trajetória profundamente entrelaçada com a história da Biblioteconomia paulista. A Biblioteconomia da ECA-USP ajudou a moldar o pensamento biblioteconômico paulista e brasileiro ao longo de sua história. Sua marca é referência e selo de qualidade em um currículo profissional, e ter participado dessa história, seja como estudante ou docente, é motivo de orgulho para milhares de bibliotecários”, disse, em nota enviada ao Departamento de Informação e Cultura, a presidente do CRB-8, Carli Cilene Rodrigues Cordeiro.

Sob a influência do curso da Escola de Sociologia e Política, incorporado à Escola na década de 1940, o curso de Biblioteconomia foi criado junto com a própria ECA, em 1966, então chamada Escola de Comunicações Culturais (ECC). Seu objetivo é formar profissionais bibliotecários aptos à produção, organização, tratamento, aceso, mediação e apropriação da informação pelos públicos em dispositivos de informação e cultura, como as bibliotecas, museus, centros culturais e arquivos, sejam eles acervos locais físicos ou virtuais. Atualmente, a ECA é uma das nove faculdades que mantém o curso de graduação em Biblioteconomia no estado de São Paulo. 

Além da homenagem, a ECA venceu em duas categorias do prêmio este ano: mestrado e doutorado. Duas dissertações foram premiadas: Observatórios culturais no Brasil: genealogia, práticas e contribuições ao campo cultural, trabalho desenvolvido pela pesquisadora Selma Cristina da Silva com orientação da professora Lúcia Maciel Barbosa de Oliveira, e Representação da informação em acervos culturais: reflexões em torno do diálogo museológico, arquivístico e biblioteconômico, da estudante Isabel Cristina Ayres da Silva Maringelli, sob a orientação do professor Fernando Modesto. A ECA também venceu com a tese de doutorado Oficinas intergeracionais: saberes e fazeres da experiência, mediação cultura e significação, desenvolvida pela pesquisadora Simone Borges Paiva, sob a orientação do professor Edmir Perrotti.

O Prêmio Laura Russo homenageia uma das pioneiras da Biblioteconomia, Laura Garcia Moreno Russo, que contribuiu para a regulamentação da profissão e tornou-se a primeira presidente do Conselho Federal de Biblioteconomia. O prêmio é realizado anualmente pelo Conselho Regional de Biblioteconomia de São Paulo e este ano tem como tema O legado profissional bibliotecário: contribuição para a sociedade do conhecimento.

A cerimônia de entrega do prêmio será no dia 28 de novembro, terça-feira, às 18h30, no auditório da FECAP (Av. Liberdade, 532, São Paulo).