ECA tem sete vencedores em concurso artístico da USP

Em cerimônia realizada no dia 28 de setembro na Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, o Programa Nascente anunciou os vencedores da 25ª edição de seu concurso artístico, organizado pela Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária (PRCEU) e que reúne trabalhos de estudantes de graduação e pós-graduação de toda a USP. Ao todo, a Escola de Comunicações e Artes teve sete vencedores e 11 menções honrosas em seis categorias das sete categorias do concurso: Artes Cênicas, Artes Visuais, Música Erudita, Música Popular, Artes Visuais e Texto.

A área de Música Popular teve uma vencedora: a estudante Catherine de Santana Silva, com a música Canção do sal/cais, na categoria arranjo. Receberam menções honrosas por seus trabalhos Vânia Cibele Ornelas de Oliveira (intérprete vocal), Luciana Fernandes Rosa (composição) e Mathilde Tania Fillat (instrumental). Bruno da Silva Ghirardi e Guilherme Ribeiro da Cunha venceram nas categorias instrumental e composição, respectivamente, na área de Música Erudita. O estudante de piano Lucas Santos Gonçalves recebeu menção honrosa também na categoria instrumental.


Cerimônia de premiação teve apresentações ao vivo dos finalistas de música popular e música erudita. Foto: PRCEU

A área de Artes Visuais teve dois vencedores: a estudante Flavia Kitasato, aluna do curso de artes visuais, na categoria fotografia, e Arturo Macedo Perez Gamero, mestrando em Poéticas Visuais, em gravura. Os estudantes Ilê Sartuzi e Matheus Henrique receberam menção honrosa por seus trabalhos em pintura e gravura, respectivamente. Em Audiovisual, apenas um trabalho foi vencedor: ReconstruSom, da estudante Vanessa Arcilla Negrini Silva, na categoria finalização de documentário.


Cena do documentário ReconstruSom, vencedor na área de Audiovisual

Na área de Texto, três menções honrosas são da ECA: Amanda Massucci Batista, estudante de Licenciatura em Artes Cênicas, e Clara de Freitas Figueiredo, doutoranda do Programa de Pós Graduação em Artes Visuais, na categoria crônica; Murilo Tiago Franco de Freitas, estudante de Licenciatura em Artes Cênicas, em dramaturgia; e Felipe Moreira da Silva Almeida, aluno de Publicidade de Propaganda, também na categoria crônica.

Em Artes Cênicas, todos os premiados são da categoria direção: Giulia Confuorto de Castro foi a vencedora pelo trabalho YERMA, inspirado em poema homônimo de Federico García Lorca. Os estudantes Otto Rodolfo Blodorn e Maira Martins Frois receberam menção honrosa da comissão julgadora.


Giulia de Castro venceu na categoria direção com o espetáculo YERMA

Os vencedores recebem um prêmio de 4 mil reais por categoria, além de ter a possibilidade de mostrar o seu trabalho em shows, concertos, apresentações, saraus e exposições promovidos pela curadoria do Programa Nascente.