Edição especial da Revista Extraprensa aborda metodologias participativas

Está disponível o número especial da Revista Extraprensa sobre o 1º Colóquio Brasil-Colômbia de Metodologias Participativas em Cultura, Comunicação, Território e Movimentos Sociais, organizado pelo Centro de Estudos Latino-americanos sobre Cultura e Comunicação (CELACC) da USP.

No texto de apresentação, o professor Dennis de Oliveira, do Departamento de Jornalismo e Editoração (CJE), apresenta a metodologia participativa, utilizada no projeto de pesquisa Movimentos Sociais, Cultura, Comunicação e Território na América Latina, do CELACC, e em estudos colombianos. De acordo com o docente, essa metodologia contribui para o estabelecimento do compromisso da academia com as demandas da sociedade, fazendo com que a produção científica seja um exercício de reflexão.

Na revista de volume 11, 2018, também há um estudo sobre o lugar de memória no caso da chacina da Candelária no Rio de Janeiro. O trabalho, de Guillermo Gumucio e Cristina Schmidt, da Universidade Mogi das Cruzes, levanta o cenário de suplantação de memória da chacina com o ato de acender a pira olímpica em frente à Igreja da Candelária, em 2016, e coloca a situação como prejudicial para a manutenção e propagação da memória social coletiva.

Cruz com nomes das vítimas da chacina da Candelária. Foto: Fernando Frazão (2016) / Revista Extraprensa

A comunicação de ONGs de Mulheres Negras, pesquisa sobre a ocupação da Vila Operária III, em Guarulhos, e textos de pesquisadores colombianos também fazem parte da revista.

A Revista Extraprensa é uma publicação semestral voltada para as áreas de cultura e da comunicação no Brasil e na América Latina.