Eduardo Monteiro e Brasilina Passarelli assumem a direção da ECA

Os professores Eduardo Monteiro, do Departamento de Música (CMU) e Brasilina Passarelli, do Departamento de Informação e Cultura (CBD), eleitos, respectivamente, como diretor e vice-diretora da Escola, no dia 4 de novembro de 2016, tomaram posse dia 20 de fevereiro de 2017 com mandato para o quadriênio 2017/2020.

Eduardo Monteiro teve seu talento reconhecido internacionalmente desde jovem. Em 1989 recebeu, por unanimidade, o 1º lugar no Concurso Internacional de Piano de Colônia, Alemanha, além do prêmio de melhor intérprete de Beethoven. Foi laureado, também, nos concursos de Dublin, em 1991, e Santander, em 1992. Foi solista das principais orquestras do Brasil e de renomadas orquestras do exterior, incluindo as Filarmônicas de São Petersburgo, de Moscou, de Munique, de Bremen, a Orquestra de Câmara de Viena, a Sinfônica de Novosibirsky, a Orquestra da Rádio e Televisão Espanhola. Apresentou-se com os principais maestros do país e com regentes como Yuri Temirkanov, Mariss Jansons, Dimitri Kitayenko, Philippe Entremont, Arnold Katz. Em sua discografia destaca-se o CD Piano Music of Brazil, gravado pelo selo inglês Meridian Records e lançado em recital no Wigmore Hall, de Londres, em 2007.

O professor Monteiro ocupa um lugar de destaque no panorama da formação pianística no país.  Na ECA, ministra a disciplina "Piano", onde desenvolve um trabalho de formação com jovens instrumentistas. Na pós-graduação orienta pesquisas na área de interpretação pianística e música brasileira em geral. Foi chefe do Departamento de Música e integrou a Comissão de Cultura e Extensão e a Comissão da Biblioteca da ECA.  Em 2013 assumiu a vice-direção da Escola.

A professora Brasilina Passarelli foi chefe do Departamento de Informação e Cultura nos períodos de 2006-2007; 2009-2013. Orienta alunos de mestrado e doutorado no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação (PPGCOM) na área de Interfaces Sociais da Comunicação junto à  Linha de Pesquisa "Comunicação e Educação", onde ministra a disciplina Novas Lógicas e Literacias Emergentes nos Coletivos Digitais: Práticas, Leituras e Reflexões.  

Realizou em 2008 programa de Pós-Doutorado com bolsa CAPES junto à Universidade Carlos III de Madrid sobre o tema Novos Perfis para Gestores da Informação. Coordenadora Científica do NACE - Núcleo de Apoio às Atividades de Cultura e Extensão sobre Novas Tecnologias de Comunicação Aplicadas à Educação, na Escola do Futuro/USP, onde coordena pesquisas quantitativas e qualitativas sobre populações conectadas no âmbito do Observatório da Cultura Digital, com metodologia da netnografia e da etnografia virtual. Coordena os convênios internacionais com as Universidade do Porto (Portugal); Universidade de Aveiro (Portugal); Universidad Complutense de Madrid (Espanha); Texas (Austin).

Os professores Eduardo e Brasilina propõem em sua gestão “consolidar ações iniciadas na gestão anterior, bem como traçar estratégias claras, definir prioridades e implementar, em conjunto com a comunidade ecana, ações que façam a Escola avançar na busca pela excelência acadêmica aliada ao compromisso social”.