Note: Event Views detected that you were very likely running the old version of event_views and has updated your DB tables with new fields required to use the new event_views module.

70 anos da TV no Brasil: conheça os grupos da ECA que pesquisam este meio de comunicação

Saiba quais são os grupos de pesquisa da ECA que desenvolvem estudos relacionados à televisão e seus diversos impactos na sociedade

 

 

No último dia 18 de setembro, a televisão brasileira completou 70 anos de sua primeira transmissão, realizada pela TV Tupi. Atualmente, esse meio de comunicação está presente em mais de 95% dos domicílios no país, sendo cada vez mais influenciado pelas redes sociais e pela ascensão de plataformas que oferecem conteúdos sob demanda. Nossos professores e pesquisadores refletiram sobre a data e o histórico televisivo em diferentes publicações reunidas aqui.

 

Na esfera científica, a televisão é um produtivo objeto de pesquisa. Conheça a seguir oito grupos de pesquisa da ECA que abordam a mídia televisiva em suas investigações e análises:

 

Imagem: Pixabay

 

Departamento de Comunicações e Artes (CCA)

Centro de Estudos de Telenovela - CETVN

O Centro de Estudos de Telenovela foi fundado em 1992 como Núcleo de Pesquisa de Telenovela, para apoiar e desenvolver pesquisas na área de ficção televisiva, com a finalidade de legitimar a telenovela como objeto científico. É um centro de referência nos estudos de ficção televisiva e pioneiro na atividade de investigação e documentação exclusivamente sobre telenovela e ficção televisiva no Brasil.

 

Promove a realização de pesquisas, cursos e seminários, a criação de acervo documental sobre telenovela e outros formatos de ficção televisiva e a criação de base de dados de teses e dissertações  sobre a temática, entre outras atividades. Desde 2005, o centro coordena o Observatório Ibero-americano de Ficção Televisiva (OBITEL), uma rede internacional de pesquisa que realiza análises específicas e comparativas da ficção televisiva em doze países: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Espanha, Estados Unidos, México, Peru, Portugal, Uruguai e Venezuela.

 

Acompanhe o grupo em seu site e sua página no Facebook.

 

A coordenação do CETVN é dos professores Maria Immacolata Vassallo de Lopes e Richard Romancini

 

GELiDis - Linguagens e Discursos nos Meios de Comunicação

O GELiDis foi formado em 2015 e reúne docentes, pós-graduandos, estudantes de graduação e especialistas com o objetivo de estudar formatos, gêneros e temas de produtos de ficção, como telenovelas, séries, minisséries e telefilmes, em diversos suportes e dispositivos. Também objetiva analisar a construção verbo-visual da narrativa e do roteiro televisivo, além de analisar a produção ficcional de televisão a partir de sua complexidade narrativa e social, inserida no contexto da globalização. O grupo disponibiliza artigos, teses e dissertações em seu site.

 

O GELiDis é coordenado pela professora Maria Cristina Palma Mungioli.

 

AlterGen - Alteridade, subjetividades, estudos de gênero e performances nas Comunicações e Artes

Formado em 2018, o AlterGen reúne pesquisadores que se relacionam às tématicas do grupo através de produção bibliográfica ou da organização e participação em eventos científicos, como o Fazendo e Desfazendo Gênero na ECA. Na linha de pesquisa Alteridade, subjetividades e estudos de gênero em narrativas não ficcionais, o grupo investiga a construção e representação da alteridade e das subjetividades em narrativas não ficcionais em dispositivos midiáticos, percebendo os sentidos construídos e postos em circulação nesses espaços.

 

A coordenação do AlterGen é da professora Cláudia Lago.

 

CECOM - Centro de Estudos do Campo da Comunicação

O CECOM surgiu em 1992 e conta com pesquisadores de diferentes instituições, interessados na investigação de aspectos internos da área da Comunicação, de acordo com as perspectivas da sociologia da ciência, cientometria, metodologia e epistemologia.

 

Promove a colaboração entre pesquisadores e estudantes de graduação e de pós-graduação da Universidade de São Paulo e de outras instituições científicas. O grupo possui linha de pesquisa voltada para a produção e análise de indicadores de situações e tendências do mercado de trabalho nas áreas de Comunicação e Artes, além de pesquisa de avaliação com egressos dos cursos de pós-graduação e graduação dessas áreas.

 

No site é possível acessar publicações do grupo, incluindo as pesquisas concluídas e as que estão em andamento.

 

O CECOM é coordenado pelos professores Maria Immacolata Vassallo de Lopes e Richard Romancini.

 

Departamento de Jornalismo e Editoração (CJE)

MidiAto - Grupo de Estudos de Linguagem: Práticas Midiáticas

Formado em 2006, o MidiAto é um grupo de pesquisa situado no campo de Ciências da Linguagem, que realiza estudos de linguagem aplicados às produções das mídias em geral e ao acompanhamento das disciplinas de graduação e pós-graduação, focadas no jornalismo e nas mídias em seus diferentes produtos e formatos verbais, visuais e audiovisuais.

 

As produções do MidiAto abrangem podcasts e e-books gratuitos, além da publicação semestral da Revista Rumores - Revista de Comunicação, Linguagem e Mídias e publicação trimestral da Revista Anagrama - Revista científica interdisciplinar de graduação.

 

Acompanhe o grupo através do site e das redes sociais: Facebook e Instagram.

 

O MidiAto tem coordenação das professoras Rosana de Lima Soares e Mayra Rodrigues Gomes.

 

Jornalismo, Direito e Liberdade

 

Fundado em 2015, é um projeto transdisciplinar sediado no Instituto de Estudos Avançados (IEA) e vinculado ao Departamento de Jornalismo e Editoração (CJE). Objetiva estudar as interfaces do jornalismo, da filosofia política e do direito e analisar os princípios éticos e jurídicos ligados à liberdade de imprensa e ao dever do Estado de informar. Promove a realização de seminários teóricos, seminários abertos, projetos de pesquisa e projetos de colaboração com outros grupos e institutos.

 

Para saber mais, acesse o site e a página do Facebook do grupo.

 

O grupo é coordenado pelo professor Vitor Souza Lima Blotta e pelo pesquisador Bruno Paes Manso.

 

Crítica de Mídia e Práticas Culturais

O grupo de pesquisa, formado em 2009, tem como principal motivação a necessidade de fortalecer a reflexão acadêmica sobre teorias e procedimentos da crítica de mídia no Brasil. Objetiva investigar, problematizar e sistematizar possíveis modos de apreciação de diferentes objetos midiáticos, tendo como referência os estudos da linguagem e do discurso, as práticas midiáticas, as narrativas audiovisuais, impressas, sonoras e digitais, entre outras. Suas pesquisas são direcionadas aos estudos de televisão, cinema, internet, rádio, jornais, revistas e outros gêneros discursivos.

 

A coordenação é das professoras Rosana de Lima Soares e Gislene da Silva.

 

Departamento de Cinema, Rádio e Televisão (CTR)

LabArteMídia - Laboratório de Arte, Mídia e Tecnologias Digitais

O LabArteMídia, criado em 2016, é um grupo de pesquisa e inovação em artes audiovisuais. Pesquisa os recursos e o potencial experimental de sistemas computacionais na criação de conteúdos audiovisuais digitais, e agrega pesquisadores e ações de centros de pesquisas universitários, fabricantes de equipamentos audiovisuais e produtores de conteúdos sob demanda no Observatório Brasileiro de Televisão Digital e Convergência Tecnológica (Obted), dedicado a acompanhar o processo de migração do sinal analógico para o sinal digital de TV.

 

O grupo disponibiliza livros, artigos, teses e dissertações em seu site.

 

O LabArteMídia é coordenado pelos professores Almir Almas e Luís Fernando Angerami Ramos.