Em visita à ECA, Pró-reitor de Pesquisa anuncia novo edital de fomento

Chefes dos departamentos, presidentes de comissões e assistentes fizeram uma apresentação da pesquisa desenvolvida na unidade

 

No dia 2 de dezembro, a ECA recebeu a visita do Pró-reitor de Pesquisa da USP, Sylvio Roberto Accioly Canuto, e da assessora da PRP, professora Ana Paula Tavares Magalhães. Eles participaram de uma reunião com o diretor da ECA, Eduardo Monteiro, e os chefes dos oito departamentos da unidade, além de presidentes de comissões, integrantes da Comissão de Pesquisa da ECA e assistentes de direção da unidade. 

Durante a reunião, o Pró-reitor anunciou a publicação, até o final deste ano, de um novo edital de fomento da PRP, voltado à ciência cidadã. Segundo o docente, este edital abrirá possibilidades de parcerias entre a USP e a sociedade no campo da pesquisa acadêmica. “Pelo que eu observei aqui hoje, vejo muito potencialidade de participação da ECA neste edital”, declarou o Pró-reitor. 

O objetivo do encontro foi apresentar ao Pró-reitor a pesquisa da ECA e expor algumas das demandas da unidade nessa área, que engloba de projetos de iniciação científica a pós-doutoramento. Os chefes dos oito departamentos da ECA e a presidente da Comissão de Pesquisa, Irene Machado, mostraram um breve perfil da pesquisa da unidade em suas áreas de conhecimento. A ECA conta hoje com 39 grupos de pesquisa, seis Núcleos de Apoio à Pesquisa, sete centros de estudo e quatro centros de pesquisa.


Ana Paula Tavares Magalhães, docente da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) e assessora da PRP, e o pró-reitor de pesquisa da USP, Sylvio Roberto Accioly Canuto, em visita à ECA. Foto: Verônica Cristo

O diretor da ECA ressaltou a importância da visita do Pró-reitor no sentido de consolidar uma visão crescente na Universidade de que “a criação e a performance artística são manifestações igualmente relevantes na área de pesquisa”, reforçando o caráter empírico e prático que caracteriza uma parcela da produção acadêmica da ECA. Eduardo Monteiro ressaltou ainda os esforços para a indexação dessa pesquisa para além da publicação de artigos em periódicos.

Segundo Sylvio Canuto, a Pró-reitoria de Pesquisa tem procurado valorizar todas as áreas do conhecimento, com respeito as suas especificidades, citando, por exemplo, o recém-criado Prêmio Excelência para Novas Lideranças, que teve entre os seus vencedores o professor Mário Videira, do Departamento de Música (CMU). Tais iniciativas visam valorizar a pesquisa acadêmica pelo seu impacto e alcance na sociedade. “O impacto científico vai muito além do que meramente a citação de um artigo científico”. Para o docente, não se pode tratar a valorização de um trabalho de pesquisa como uma avaliação de currículo: “não é uma olimpíada curricular”.