Madalena Cordaro integra Programa de "Professor Sênior" no CAP

Em reunião realizada no dia 25 de abril, a Congregação da ECA aprovou a participação de Madalena Hashimoto Cordaro, docente aposentada da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, no Programa de "Professor Sênior". A docente, que atualmente integra o Programa de Pós-graduação em Artes Visuais da ECA, agora irá atuar também junto ao Departamento de Artes Plásticas. O colegiado também aprovou a renovação, no mesmo programa, dos professores Carlos Alberto Fajardo, também junto ao CAP, Edmir Perrotti, no Departamento de Informação e Cultura (CBD), e Boris Kossoy, no Departamento de Jornalismo e Editoração (CJE).

Licenciada em Educação Artística pela ECA e Língua e Literatura Portuguesa, Espanhola e Japonesa pela FFLCH, Madalena Hashimoto Cordaro atua tanto na área de Artes quanto na área de Letras. Fez mestrado em Arts – Printmaking, pela Washington University, e doutorado em Filosofia, na área de estética, pela FFLCH. Foi professora do Departamento de Letras Orientais da Faculdade e diretora do Centro de Estudos Japoneses. Seus temas de pesquisa incluem a literatura japonesa clássica e moderna, pintura e xilogravura japonesa e cultura japonesa. “Com a vinda da Madalena, a ideia é formar, no departamento, um pequeno núcleo de estudos japoneses”, disse à Congregação o professor Claudio Mubarac, chefe do CAP.


Docente aposentada da FFLCH, Madalena irá atuar como professora sênior junto ao CAP. Foto: Marcos Santos/USP Imagens

A Congregação aprovou também a renovação de três professores seniores: Edmir Perrotti, que irá atuar na coordenação científica do COLABORI – Colaboratório de Infoeducação, além de ministrar aulas no Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação, orientar mestrandos e doutorandos e coordenar eventos científicos; Boris Kossoy, que continuará na coordenação do Núcleo de Estudos Interdisciplinares de Imagem e Memória, além de ministrar aulas junto ao Programa de Pós-graduação em Ciências da Comunicação, orientar alunos de mestrado e doutorado e supervisionar trabalhos em nível de pós-doutorado; e Carlos Alberto Fajardo, docente do Programa de Pós-graduação em Artes Visuais, que, junto ao CAP, irá desenvolver projeto de pesquisa em que busca problematizar concepções centrais da arte contemporânea, a partir do seu trabalho como artista, e segundo três tópicos: erotismo, espaço instalado e reflexos e sombras de imagens.