Nova edição da Revista Aspas tem participação de pesquisadora inédita no Brasil

Já está disponível a nova edição da revista Aspas, que traz como tema o acompanhamento de processos de criação – assunto, de acordo com a revista, pouco discutido no Brasil. O volume 7, número 2 da Aspas está disponível no Portal de Revistas da USP.

Este número conta com a participação de Gay McAuley, pesquisadora australiana que nunca havia publicado no Brasil. Em seu artigo Observação participante do processo de ensaio: considerações práticas e dilemas éticos, Gay McAuley analisa o processo de ensaio de teatro praticado na Universidade de Sydney. A pesquisadora já foi professora e participou da fundação do centro interdisciplinar Estudos da Performance, na Universidade de Sydney. Atualmente, é pós-doutora honorária no Departamento de Drama e Teatro da Royal Holloway, na University of London.  

Outro artigo que merece destaque na nova edição é Acompanhamento de processos de criação: algumas reflexões, de Cecília Almeida Salles. A professora da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo é coordenadora do Grupo de Pesquisa em Processos de Criação. No texto, propõe algumas reflexões sobre a metodologia de pesquisa no acompanhamento da criação de processos cênicos.

Além disso, a revista conta com um artigo do astrofísico Pedro Beaklini, no qual aborda a relação entre os processos criativos da arte e da ciência, a partir da participação do autor em uma peça de teatro. Pesquisas de São Paulo, do Rio Grande do Sul, de Minas Gerais, do Amapá, do Pará e de Barcelona, na Espanha também estão na nova edição.

Aspas é uma revista semestral do Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas (PPGAC) que procura divulgar as pesquisas nesta área. Tem atenção especial nas metodologias desenvolvidas em artes cênicas para abrir espaço para novos autores e formatos que escapam do tradicional da academia.


Capa do volume 7, número 2, da Revista Aspas