Nova edição de Comunicação & Educação aborda fake news e analisa séries americanas

Está disponível a primeira edição de 2018 da revista Comunicação & Educação, revista do Departamento de Comunicações e Artes (CCA) da ECA. Neste número, os artigos abordam problemas metodológicos que estão fora e dentro do Brasil e tentam trazer alternativas possíveis "seja através da efetivação de diagnósticos seja buscando soluções que o aprofundamento dos vínculos educomunicativos, pautados no diálogo, no compartilhamento de vivências e na crítica à intolerância", escrevem os editores Roseli Figaro e Adilson Citelli no editorial.

A revista Comunicação & Educação é uma revista semestral e está em seu 23º ano. Busca discutir os estudos nas relações entre comunicação, cultura e educação. O periódico é voltado para pesquisadores da área de comunicação e educação, professores de todos os níveis de ensino, educadores, especialistas e estudantes da área.

Nesta edição, há um debate sobre fake news, levantado em um trabalho de dois professores da Universidade de Londres, Natalie Fenton e Des Freedman. Natalie Fenton pesquisa o papel da mídia na formação de identidades e democracias e Des Freedman se interessa pela relação entre mídia e poder.

Uma entrevista com François Jost, professor e pesquisador francês, também integra a edição. Jost possui estudos de cinema e televisão a partir de diferentes abordagens. Fundou, na Université Sorbonne Nouvelle Paris 3, o Centro de Estudos de Imagens e Sons (CEISME), que coordenou até 2016. Na conversa com Maria Cristina Palma Mungioli, professora do CCA, o pesquisador fala sobre o recente surgimento de “herois sem caráter” na televisão e sobre uma análise sua de três séries norte-americanas: Deadwood, Dexter e Breaking Bad.


Capa da edição nº 1, de 2018, da revista Comunicação & Educação