Pesquisadora da ECA lança livro sobre a profissionalização de influenciadores

Pesquisa surgiu da necessidade de entender como um hobby se tornou um mercado milionário

 

Issaaf Karhawi, pesquisadora de comunicação digital no grupo de pesquisa COM+, lançou o livro De Blogueira a Influenciadora, resultado de sua pesquisa de doutorado, na qual acompanhou 52 influencers ao longo de quatro anos. Desde 2011, em seu mestrado, Issaaf estuda o universo dos blogs e, mesmo sem estar voltada para a área de moda e beleza naquela época, podia perceber que aquele universo ganhava cada vez mais espaço dentro do mundo digital.

Após terminar seu mestrado, ela percebeu que estava acontecendo uma mudança na área: se antes ter um blog era apenas um hobby, agora não mais, essas pessoas passaram a se chamar blogueiras, transformaram a área em um mercado muito lucrativo e se espalharam por diversas plataformas digitais.

Para Issaaf, é muito importante que o meio acadêmico desenvolva pesquisas sobre esse universo, pois ele está diretamente ligado ao dia a dia das pessoas. “Eu vejo esse assunto dos influenciadores digitais como um tema que é urgente, se fala muito sobre isso, todo mundo consome influenciadores digitais em alguma medida e a academia precisa se atentar para esse fenômeno da comunicação”, conta a pesquisadora.

Por ter iniciado sua pesquisa logo no início desse fenômeno, a pesquisadora percebeu que uma das maiores dificuldades que encontrou durante esse processo foi o fato de ter sido um estudo muito solitário, pois ainda não se encontravam muitas discussões sobre o assunto no meio acadêmico. Além disso, por conta da quantidade de influenciadoras que acompanhou e do tempo que se dedicou a esse estudo, ao final da pesquisa, a quantidade de dados era enorme. “Isso costuma ser uma dificuldade para os pesquisadores de ciências humanas e  sociais, porque não estamos falando de dados quantitativos, estamos falando de discursos, de falas de blogueiras. Então, o tratamento desses dados é sempre algo muito complexo”.

O livro é o primeiro a tratar academicamente o mercado de influenciadores digitais e pode ser encontrado no site da Editora Sulina.

Imagem: Reprodução/COM+