Professor da ECA é homenageado no Prêmio Vladimir Herzog

Bernardo Kucinski, professor aposentado do CJE, foi escolhido como jornalista homenageado para o Prêmio Especial do 40º Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos. Ele receberá o prêmio “pela trajetória como docente em jornalismo, jornalista e escritor comprometido com causa de Direitos Humanos”, afirma Vitor Blotta, professor do CJE e membro da Comissão Organizadora do evento.

Kucinski escreveu, dentre outros livros, K. – Relato de uma busca (2011), pelo qual recebeu menção honrosa no Oceanos-Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa e na União Brasileira de Escritores do Rio de Janeiro. Na ficção, ele conta a busca do pai pela irmã do autor, que desapareceu durante a ditadura militar.


Bernardo Kucinski, professor aposentado da ECA. Foto: Carolina Ribeiro

O Prêmio

O Prêmio Vladimir Herzog avalia trabalhos das categorias de produção jornalística em texto, em áudio, em vídeo, em multimídia, fotografia e arte (veja os finalistas aqui), com base em oito itens: vínculo com problemáticas de Direitos Humanos, atualidade e criatividade da pauta, clareza e relevância dos objetivos, suficiência e rigor da investigação, relevâncias humanistas e éticas do conteúdo, beleza e eficácia de marcas estéticas, qualidade literária do texto e outros méritos de conteúdo e forma.

No dia 11 de outubro, às 10h, acontece a reunião do júri de premiação, na Sala Tiradentes da Câmara Municipal de São Paulo, para a escolha dos vencedores do prêmio de 2018. Ricardo Alexino Ferreira, professor do Departamento de Jornalismo e Editoração (CJE), irá representar a ECA na reunião do júri de premiação e na premiação, que acontece no dia 25 de outubro.