Professor do CJE lança livro sobre a emancipação a partir do jornalismo

O professor Dennis de Oliveira, do Departamento de Jornalismo e Editoração (CJE), acaba de lançar um novo livro, Jornalismo e Emancipação: Uma Prática Jornalística Baseada em Paulo Freire, pela Editora Appris. Fruto de sua tese de livre-docência, defendida na ECA em 2014, o livro pretende propor um jornalismo enquanto “ação cultural que potencialmente trabalha na lógica da emancipação”, conforme pontua o docente.

Em uma questão metodológica, o docente partiu sua reflexão das ideias de Paulo Freire sobre a Educação como Ação Cultural para a Liberdade, ou seja, o uso do processo educativo para a tomada de consciência e a transformação da realidade. Além de Paulo Freire, Dennis usou o conceito de sistematização das experiências, do sociólogo e educador Oscar Jara, que procura realizar “um diagnóstico preciso e denso da realidade para entender porque as coisas se passaram de uma forma específica e não de outra”.

A partir de sua definição metodológica, o docente estruturou o livro em alguns capítulos, buscando compreender questões sobre o papel do jornalismo e a história mais recente, como por exemplo, o estabelecimento e a presença do capitalismo e “o triplo poder hegemônico: do capital, da indústria de armamentos e da mídia”. Na sequência, Dennis buscou analisar a cobertura de jornais do Brasil e da América Latina sobre as eleições de 2010 no país, bem como a produção de revistas segmentadas sobre a imagem do homem e da mulher negra, de modo a entender como a mídia trata as questões de raça e classe.

Por fim, o professor concluiu o livro com sua proposta de superação do problema, levantando a feição de um jornalismo emancipador, que tenha o poder de alterar o modo como o mundo hoje se apresenta, citando, como exemplos deste tipo de prática, a reportagem Lavoura Arcaica, da repórter Elvira Lobato, publicada em 2004 pela Folha de S. Paulo, que trata do trabalho escravo no país e um texto sobre estética feminina na periferia, de Amanda Manara, ex-aluna da ECA, publicado no jornal laboratório Notícias do Jardim São Remo.

O livro tem 173 páginas e pode ser adquirido através do site da Editora Appris.