Professora Cremilda Medina é indicada ao Troféu Mulher Imprensa

Prêmio tem como missão difundir o trabalho das mulheres na comunicação e fomentar a pauta dos direitos da mulher

Cremilda de Araújo Medina, professora titular sênior do Departamento de Jornalismo e Editoração (CJE) foi indicada ao Troféu Mulher Imprensa na categoria Educação, por sua contribuição acadêmica ao Jornalismo. A 14ª edição do Prêmio visa homenagear, mediante votação popular, as jornalistas que mais se destacaram em suas áreas de atuação no ano de 2019. Um júri composto por profissionais de relevância no mercado brasileiro indicou as mulheres que tiveram destaque em cada uma 18 das categorias.

Medina formou-se em Letras e Jornalismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), onde iniciou sua carreira como professora. Da licenciatura, extraiu os fundamentos pedagógicos que sempre aplicou no ensino superior. A partir de 1971, já em São Paulo, realizou seus estudos de pós-graduação e passou a ministrar aulas na ECA. Autora de vinte livros e organizadora de 52 coletâneas interdisciplinares, Medina ressalta a importância que a prática do jornalismo em mídias impressas e audiovisuais teve para o desenvolvimento de sua pesquisa teórica. Como professora titular sênior, atua na formação de mestres, doutores e pós-doutores no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação (PPGCOM) e no Programa de Pós-Graduação em Integração da América Latina (Prolam).

Professora Cremilda Medina. Foto: Divulgação

Para a docente, a indicação ao prêmio representa uma gratificação e um reconhecimento por uma longa carreira dedicada ao ensino do Jornalismo e à pesquisa, com uma abordagem marcada pela interdisciplinaridade e pela abertura ao outro. “Nesse percurso, o ato educacional e o ato comunicativo se conjugam na linha mestra que estudo - a dialogia social. Seja na sala de aula, seja no trânsito dos acontecimentos contemporâneos, a permanente motivação dos grupos a que me integro e integrei nas últimas cinco décadas, é o deslocamento do signo divulgação para o signo da relação. Tanto a fonte de informação (protagonistas sociais) do jornalismo, quanto o educando na sala de aula, ambos são sujeitos de interação social criadora com o jornalista ou o professor, e não objetos de conhecimento."

A votação do Trófeu Mulher Imprensa já está aberta. Para votar na categoria Educação e nas demais categorias do Prêmio, clique aqui